Pesquisadores reconstituem rosto de índia que viveu há 2 mil anos em PE

Publicado Por: Museu da Unicap
13 set 2020
Gostei.
Compartilhar

Pesquisadores conseguiram  reconstituir a face de uma índia que viveu há 2 mil anos no município de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco. A remontagem foi feita a partir do  crânio da indígena, que pertenceu a um grupo nômade e tinha entre 15 e 18 anos de idade, sendo considerada a parente mais antiga dos pernambucanos .

A tecnologia utilizada foi a 3D, e o responsável por reconstituir o rosto da índia foi o designer Cícero Moraes, do Mato Grosso, mas a indígena não foi a primeira a ter os traços reconstruídos. O primeiro, também revelado pela tecnologia, foi o de um flautista, em 2018, com quem os os pesquisadores também encontraram uma flauta feita de um osso humano de 33 centímetros, a tíbia.

Ao todo, 83 esqueletos humanos já foram descobertos entre 1982 e 1987, em um cemitério instalado na Furna do Estrago, área protegida e localizada debaixo de uma rocha na cidade do Brejo da Madre de Deus. O museu que abriga os dois ancestrais é o de Arqueologia e Ciências Naturais da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), ainda fechado por causa da pandemia e sem data prevista para a reabertura.

Acesse o Link Original

LOCALIZAÇÃO


CONTATO


Responsive Image
Rua Oliveira Lima, 824 - Boa Vista Recife-PE.

+55 (81) 2119-4144 / 2119-4192

museunicap@gmail.com