Crânio de cerca de dos mil anos terá rosto reconstruído até abril

Publicado Por: Museu da Unicap
13 mar 2018
Gostei.
Compartilhar

Encontrado na década de 80 no Sítio Furna do Estrago, no Brejo da Madre de Deus, Agreste pernambucano, o crânio de um homem de aproximadamente dois mil anos está prestes a ter o rosto revelado. O ossuário, chamado “Flautista” – já que foi encontrado junto a uma flauta feita de tíbia humana – faz parte do acervo do Museu de Arqueologia da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e será submetido a um procedimento forense de reconstrução facial. O resultado será divulgado no próximo dia 24 de abril.

Acesse o Link Original

LOCALIZAÇÃO


CONTATO


Responsive Image
Rua Oliveira Lima, 824 - Boa Vista Recife-PE.

+55 (81) 2119-4144 / 2119-4192

museunicap@gmail.com