Cientistas descobrem 81 aldeias "antigas" na Amazônia

Publicado Por: Museu da Unicap
29 mar 2018
Gostei.
Compartilhar

Um grupo de arqueólogos da Universidade de Exeter, no Reino Unido, descobriu 81 aldeias que, segundo seus cálculos, foram habitadas por entre 500.000 e 1 milhão de pessoas entre os anos de 1200 e 1450.

Um aspecto interessante da descoberta é que os assentamentos ficam distantes dos principais rios, o que contraria a tese de que as maiores populações anteriores à chegada dos europeus na América se concentravam em torno de grandes fontes de água.

Até pouco tempo atrás estimava-se que, viviam 8 milhões de pessoas nos 5,5 milhões de km2 da Amazônia. Entretanto, com esta descoberta, sugere que só em 2.000 km2 viviam cerca de 750 mil pessoas.

O arqueólogo brasileiro Jonas Gregorio de Souza, que é coautor do artigo publicado na Nature, Communications comentou: "Há regiões da Amazônia sobre as quais não se sabia absolutamente nada. Essas áreas desmatadas nos ajudam a entender melhor as populações que viviam aqui e como se relacionavam com a paisagem." Para Souza, estes assentamentos abrem caminho para novas investigações e descobertas. "Continuar a investigar essas culturas nos permitirá aprender qual a melhor forma de garantir a convivência sustentável de grandes populações com o meio ambiente."

A descoberta foi possível devido a imagens de satélite e aéreas realizadas nas áreas da Amazônia que sofrem com intensos desmatamentos da Amazônia.

 

Reportagem publicada na BBC Brasil 

Para acessar o artigo completo 

LOCALIZAÇÃO


CONTATO


Responsive Image
Rua Oliveira Lima, 824 - Boa Vista Recife-PE.

+55 (81) 2119-4144 / 2119-4192

museunicap@gmail.com