Indústrias Criativas (PPGIC)

ícone professor

Corpo Docente

ícone grupo de pesquisa

Grupos de Pesquisa

ícone documento

Documentos

ícone aluno

O Programa


O Mestrado Profissional em Indústrias Criativas sintetiza a interação de diferentes ramos do conhecimento voltados à produção e à difusão de bens cujo maior valor é a criatividade. Seu principal objetivo é contribuir para a resolução de problemas em ambientes de convergência midiática.

O curso une em torno dos chamados setores criativos elementos de Jornalismo, Jogos Digitais, Fotografia, Relações Públicas, Economia, Arquitetura, Direito, Publicidade e Propaganda. Nesse sentido, os egressos do Mestrado Profissional em Indústrias Criativas estarão aptos a desenvolver suas habilidades com excelência em contextos de mercados cada vez mais híbridos, não somente em relação a linguagens e narrativas, mas também em termos de modelos de negócios.

Trata-se, portanto, uma excelente oportunidade para que profissionais já inseridos nesse contexto aprimorem e sofistiquem seus procedimentos. Ao mesmo tempo, o curso oferece a possibilidade de uma inserção qualificada àqueles que pretendem empreender no setor das Indústrias Criativas.

O Mestrado será integralizado no prazo máximo de 24 meses (equivalente a quatro semestres), prorrogável em situações excepcionais por, no máximo, seis meses. Será disponibilizado um total de 30 vagas por processo seletivo.

É imprescindível o atendimento de duas etapas à obtenção de título de Mestre: (i) cumprimento mínimo de 30 créditos (disciplinas, seminários, congressos, publicação) e produção do trabalho de conclusão de curso (produto experimental final).

 

Objetivo geral

O Mestrado tem como objetivo principal qualificar profissionais com base no estudo interdisciplinar de técnicas, processos e métodos para atender demandas reais do setor produtivo das indústrias criativas. Assim, o egresso estará apto a refletir sobre seu campo de atuação, visualizar novas oportunidades de negócios e encontrar soluções para problemas objetivos de mercado.

 

Objetivos específicos

  1. qualificar profissionais e empresários ligados a atividades criativas (autônomos, vinculados a entidades públicas, privadas ou do terceiro setor) e produtores de conteúdo multiplataforma sob a égide da inovação, do empreendedorismo e da criatividade, a fim de fomentar o desenvolvimento regional e nacional;
  2. tornar os egressos aptos a desenvolver suas habilidades com excelência em contextos de mercados cada vez mais híbridos, não somente em relação a linguagens e narrativas, mas também em termos de modelos de negócios;
  3. integrar diferentes ramos do conhecimento em torno de aspectos voltados à produção e difusão de bens cujo maior valor é a criatividade a eles agregada;
  4. contribuir para a resolução de problemas em ambientes de convergência midiática, não somente por meio da busca de soluções operacionalizáveis e tecnologicamente inteligentes, mas também através da formação de mão-de-obra qualificada.

 

 

Componentes curriculares

As disciplinas se dividem conforme classificação abaixo:

1) Módulo Obrigatório Comum: constituído por duas disciplinas obrigatórias para todos os alunos do mestrado, oferecidas sequencialmente, uma em cada semestre (45 horas/aula e 3 créditos cada).

1.1. Disciplina obrigatória comum: Criatividade e Processos Criativos (Ementa), oferecida no primeiro semestre;

1.2. Disciplina obrigatória comum: Metodologia de Pesquisa Aplicada (Ementa), oferecida no segundo semestre.

 

2) Módulo Obrigatório Específico: constituído por uma disciplina obrigatória para todos os alunos a depender da respectiva linha de pesquisa (45 horas/aula e 3 créditos cada)

2.1. Linha 1: Narrativas transmidiáticas (Ementa), oferecida no primeiro semestre;

2.2. Linha 2: Poder e consumo na sociedade contemporânea (Ementa), oferecida no primeiro semestre.

 

3) Módulo de Eletivas: constituído por, ao menos, três disciplinas eletivas a serem escolhidas pelo aluno, independente da linha de pesquisa por ele adotada (45 horas/aula e 3 créditos cada).

3.1. Linha 1:

3.1.1. Gamificação (Ementa)

3.1.2. Arte, Cultura e Tecnologia (Ementa)

3.1.3. Gestão Estratégica de Produtos Criativos (Ementa)

3.1.4. Linguagens Audiovisuais (Ementa)

3.1.5. Design da Informação (Ementa)

3.1.6. Mídias Digitais (Ementa)

 

3.2. Linha 2:

3.2.1. Propriedade Intelectual (Ementa)

3.2.2. Gestão e Mercado (Ementa)

3.2.3. Tópicos Avançados em Indústrias Criativas (Ementa)

3.2.4. Políticas Públicas e Cidades Criativas (Ementa)

3.2.5. Empreendedorismo e Inovação (Ementa)

3.2.6. Políticas de Comunicação e de Cultura (Ementa)

Corpo docente

O corpo docente permanente do Mestrado é formado por 11 professores/pesquisadores distribuídos em duas linhas de pesquisa da seguinte forma:

 

Linha 1: Tecnologias, Linguagens e Produtos

ALEXANDRE FIGUEIROA FERREIRA

Docente da UNICAP desde 1992, graduado em Jornalismo (UNICAP, 1984), mestre em Artes (USP, 1990), doutor em Études Cinématographiques et Audiovisuels (Université de Paris III-Sorbonne-Nouvelle, 1999), com pós-doutoramento (Department of Film, Theatre & Television – University of Reading, 2015- 2016). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de crítica cultural transmidiática e produção cinematográfica. Como pesquisador, estuda história e estética do teatro e do audiovisual. É o líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea.

 

ALINE MARIA GREGO LINS

Docente da UNICAP desde 1988, graduada em Jornalismo (UNICAP, 1981) e em Pedagogia (UFPE, 1985), mestra em Educação (FGV-RJ, 1993) e doutora em Comunicação e Semiótica (PUC-SP, 2000). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em telejornalismo. Como pesquisadora, tem se dedicado à investigação nos campos da televisão e da história da imprensa. É vice-líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea. Atualmente, é a diretora regional da INTERCOM no Nordeste e Pró-Reitora Acadêmica da UNICAP.

 

ANTHONY JOSE DA CUNHA CARNEIRO LINS

Doutor em Biotecnologia pelo programa Renorbio (Fevereiro/2018), vinculado à Universidade Federal Rural de Pernambuco, tendo como tema de pesquisa Aplicação de Aprendizagem de Máquina no Diagnóstico de Declínio Cognitivo e Demência de Alzheimer baseado em Testes Cognitivos e Marcadores Genéticos. Possui título de Mestre em Engenharia da Computação, com ênfase em Computação Inteligente, pela Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Agosto/2012). Possui vasta experiência na área de Tecnologia da Informação, com ênfase em Linguagens de Programação e projetos de inovação, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis, prospecção de negócios, sistemas inteligentes, e jogos.

 

CLÁUDIO ROBERTO DE ARAÚJO BEZERRA

Docente da UNICAP desde 2001, graduado em Jornalismo (UNICAP, 1997), mestre em Comunicação (UFPE, 2001) e doutor em Multimeios (UNICAMP, 2009). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de produção audiovisual, em TV e em produtoras independentes. Como pesquisador, estuda história e estética do teatro e do audiovisual, com ênfase no cinema documentário.

 

BRENO JOSÉ ANDRADE DE CARVALHO

Docente da UNICAP desde 2006, graduado em Relações Públicas (UNICAP, 1999), mestrado em Design (UFPE, 2014) e doutorando em Design (UFPE, 2015-2018). Atua nos cursos de Jogos Digitais, Publicidade e Propaganda e Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de Comunicação Visual, Web Design e desenvolvimento de games, com ênfase em processos de criação e edição em multiplataformas. Como pesquisador, atua principalmente nos seguintes temas: identidade visual, marca mutante, marca mutante jogável, interface, doodle, cultura, games, UX e tecnologias 3D.

 

DARIO BRITO ROCHA JÚNIOR

Docente da UNICAP desde 2009, graduado em Jornalismo (UNICAP, 2001), mestre em Linguística (UFPE, 2005) e doutorando em Design (UFPE, 2012-2016). Atua nos cursos de Jornalismo, Jogos Digitais e Fotografia da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em crítica cultural e reportagem em jornalismo impresso e online. Como pesquisador, atua principalmente no estudo de linguagens, narrativas digitais, design da informação, produção de moda e indumentária de personagens.

 

Linha 2: Gestão, Mercado e Sociedade

CLARICE MARINHO

Docente da UNICAP desde 1996, graduada em Direito (UFPE, 1985), mestra em Master of Laws – LLM pela London School of Economics and Political Science (LSE, 1989), doutora em Ciência da Computação (UFPE, 2014), com período sanduíche em Queen Mary – University of London (Orientador: Chris Reed). Atua no curso de Direito da UNICAP. Como profissional e pesquisadora, atua nas áreas de direito eletrônico, informática jurídica, direito civil, propriedade intelectual e computação em nuvem.

 

JOÃO GUILHERME DE MELO PEIXOTO

Docente da UNICAP desde 2013, graduado em Jornalismo (UFPE, 2009), mestre em Comunicação (UFPE, 2012), doutor em Comunicação (UFPE, 2016), com período sanduíche em Universidad de Navarra (Orientador: Ramón Salaverría). Atua no curso de Fotografia da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em assessoria de comunicação, com ênfase em gestão estratégica da informação. Como pesquisador, investiga o impacto das mudanças tecnológicas nas esferas de produção, edição e circulação/consumo da fotografia em tempos de convergência digital.

 

JOSÉ ALEXANDRE FERREIRA FILHO

Docente da UNICAP desde 1999, graduado em Engenharia Elétrica (UFPE, 1989), mestre em Economia (UFPE, 1993), doutor em Ciência Política (UFPE, 2006) e pós-doutorado pela Columbia University in the City of New York, onde foi Visiting Scholar do Institute of Latin American Studies (Ilas, 2009). Atua nos cursos de Economia e Direito da UNICAP. Como profissional, atual como auditor Fiscal do Tesouro Estadual da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco. Como pesquisador, dedica-se à investigação nas áreas de Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico.

 

JULIANO MENDONÇA DOMINGUES DA SILVA

Docente da UNICAP desde 2010, graduado em Jornalismo (UNICAP, 2004) e em Ciências Sociais (UFPE, 2006), mestre em Ciência Política (UFPE, 2010), doutor em Ciência Política (UFPE, 2015), com pós-doutoramento em andamento (UFBA, 2016-2017). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de telejornalismo, radiojornalismo, jornalismo opinativo impresso e produção audiovisual. Como pesquisador, estuda a relação entre mídia e democracia, com ênfase em políticas públicas de comunicação e cultura. É coordenador do Grupo de Pesquisa Políticas e Estratégias de Comunicação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM).

 

LUIZ CARLOS PINTO JÚNIOR

Docente da UNICAP desde 2014, graduado em Jornalismo (UFPE, 1999), mestre em Sociologia (UFPE, 2005), doutor em Sociologia (UFPE, 2010). Atua nos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação repórter e editor em jornais impressos e assessorias de imprensa, além de atuar na área de webjornalismo. Como pesquisador, dedica-se à investigação de fenômenos frutos da intersecção entre cultura, tecnologia e política, com ênfase em web ativismo, tecnologias da informação e tecnologias livres.


> Presidente/Chanceler

Pe. Mieczyslaw Smyda, S.J.
Provincial dos Jesuítas do Brasil

> Reitor

Prof. Dr. Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira, S.J.

> Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação

Profa. Dra. Valdenice José Raimundo

> Coordenadora de Pós-graduação
Profa. Dra. Roberta Varginha Ramos Caiado

> Coordenador Geral de Pesquisa
Prof. Dr. Dario Brito Rocha Júnior

>>Coordenador do Programa de Mestrado Profissional em Indústrias Criativas
Prof. Dr. Luiz Carlos Pinto Júnior
E-mail.: lula.pinto@unicap.br 

Secretaria de Registros e Controle Acadêmico
 

Secretaria Administrativa
Sérgio de Araújo Wanderley

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Rua Almeida Cunha, 245, Bloco G4, Térreo
Boa Vista, Recife – PE, Brasil – CEP: 50.050-480

Horário de Atendimento:
Segunda a sexta-feira 8h30 às 11h / 12h às 16h  / 17h às 21h30

Fone (também Whatsapp)

(81) 99146-6993

Email
secretariastrictosensu@unicap.br e ppgcriativas@unicap.br

Desde o ano de 2020 a Comissão de Autoavaliação do Mestrado em Indústrias Criativa sistematiza uma metodologia, guiada pelas diretrizes de autoavaliação dos programas de pós-graduação da Universidade Católica de Pernambuco e pelas indicações fornecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Atualmente a Comissão de autoavaliação do Mestrado em Indústrias Criativas se desdobra no delineamento avaliativo a adotar. Seguindo as orientações estabelecidas, o Programa passará em seguida a atentar para as questões mais técnicas, elaborando seu Projeto de Autoavaliação.

Dessa elaboração de projeto de autoavaliação constarão as seguintes seções, mínima e obrigatoriamente:

– Objetivos.

– Estratégias.

– Método – técnicas, instrumentos, formas de análise, frequência de coleta de dados.

– Cronograma.

– Recursos.

– Equipe de implementação / responsabilidades.

– Formas de disseminação dos resultados.

– Monitoramento do uso dos resultados.

De acordo com o Documento Norteador, as etapas seguintes serão:

Implementação - que deverá ser monitorada de forma que possam ser propostas e adotadas medidas para assegurar que, mesmo com mudanças, a autoavaliação atinja seus objetivos;

Divulgação dos resultados – etapa que deve seguir dois princípios básicos: a) os resultados deverão ser conhecidos a tempo de informar as tomadas de decisão (perecibilidade) e de serem utilizados; b) a divulgação deverá empregar linguagem clara, objetiva, de forma a se mostrar acessível a todos os seus públicos-alvo;

Uso dos resultados;

Metaavaliação – Reproduzimos os termos do Documento Norteador: “Nesta etapa, é importante que o grupo reserve um momento para avaliar a própria sistemática de avaliação adotada pelo Programa durante um determinado ciclo, ajustando-a, caso necessário”.

 

- Comissão de Autoavaliação (Clicar aqui)

- Manual de Autoavaliação da PROPESPI (Clicar aqui)


Linha 1 – Tecnologias, linguagens e produtos

A presente linha de pesquisa se propõe a analisar como tecnologias, estratégias narrativas e processos de elaboração e circulação de produtos se relacionam no ambiente das indústrias criativas. Essa relação será investigada a partir de tecnologias e produtos frutos da interdisciplinaridade entre diferentes campos de atividade e de conhecimento, como comunicação, games, publicidade, design, fotografia, moda, música, audiovisual e computação, entre outros. Os projetos desenvolvidos nesta linha objetivam analisar padrões estético-narrativos vigentes, identificar tendências e, ao mesmo tempo, propor ações inovadoras para solucionar problemas identificados no mercado.

 

Linha 2 – Gestão, Mercado e Sociedade

Os estudos inseridos nesta linha de pesquisa investigam a relação entre gestão da tecnologia, estruturas de mercado e sociedade no contexto de novos modelos de negócio da indústria criativa. São seus objetos de estudo questões relacionadas a processos de interação estratégica entre os principais atores políticos, sociais e econômicos presentes nesse cenário, com ênfase em seus interesses e ações inovadoras e empreendedoras. Os projetos desenvolvidos nesta linha buscam compreender como esses processos estruturam, mantêm ou modificam relações de poder e de consumo na sociedade contemporânea, bem como propor soluções em termos de políticas e gestão de comunicação e cultura.

 

Linha 1: Tecnologias, Linguagens e Produtos

 

 

ALEXANDRE FIGUEIROA FERREIRA

Docente da UNICAP desde 1992, graduado em Jornalismo (UNICAP, 1984), mestre em Artes (USP, 1990), doutor em Études Cinématographiques et Audiovisuels (Université de Paris III-Sorbonne-Nouvelle, 1999), com pós-doutoramento (Department of Film, Theatre & Television – University of Reading, 2015- 2016). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de crítica cultural transmidiática e produção cinematográfica. Como pesquisador, estuda história e estética do teatro e do audiovisual. É o líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea.

 

ALINE MARIA GREGO LINS

Docente da UNICAP desde 1988, graduada em Jornalismo (UNICAP, 1981) e em Pedagogia (UFPE, 1985), mestra em Educação (FGV-RJ, 1993) e doutora em Comunicação e Semiótica (PUC-SP, 2000). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em telejornalismo. Como pesquisadora, tem se dedicado à investigação nos campos da televisão e da história da imprensa. É vice-líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea. Atualmente, é a diretora regional da INTERCOM no Nordeste e Pró-Reitora Acadêmica da UNICAP.

 

CLÁUDIO ROBERTO DE ARAÚJO BEZERRA

Docente da UNICAP desde 2001, graduado em Jornalismo (UNICAP, 1997), mestre em Comunicação (UFPE, 2001) e doutor em Multimeios (UNICAMP, 2009). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de produção audiovisual, em TV e em produtoras independentes. Como pesquisador, estuda história e estética do teatro e do audiovisual, com ênfase no cinema documentário.

 

 

BRENO JOSÉ ANDRADE DE CARVALHO

Docente da UNICAP desde 2006, graduado em Relações Públicas (UNICAP, 1999), mestrado em Design (UFPE, 2014) e doutorando em Design (UFPE, 2015-2018). Atua nos cursos de Jogos Digitais, Publicidade e Propaganda e Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de Comunicação Visual, Web Design e desenvolvimento de games, com ênfase em processos de criação e edição em multiplataformas. Como pesquisador, atua principalmente nos seguintes temas: identidade visual, marca mutante, marca mutante jogável, interface, doodle, cultura, games, UX e tecnologias 3D.

 

DARIO BRITO ROCHA JÚNIOR

Docente da UNICAP desde 2009, graduado em Jornalismo (UNICAP, 2001), mestre em Linguística (UFPE, 2005) e doutorando em Design (UFPE, 2012-2016). Atua nos cursos de Jornalismo, Jogos Digitais e Fotografia da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em crítica cultural e reportagem em jornalismo impresso e online. Como pesquisador, atua principalmente no estudo de linguagens, narrativas digitais, design da informação, produção de moda e indumentária de personagens.

 

Linha 2: Gestão, Mercado e Sociedade

 

CHRISTIANNE SOARES FALCÃO E VASCONCELOS

Docente da UNICAP desde 2014, graduada em Arquitetura e Urbanismo (UFPE, 2000), mestre e doutora em Design (UFPE, 2009 e 2014), este último em convênio com a University Central Florida (UCF). Atua no curso de Arquitetura e Urbanismo da UNICAP e participa do grupo de pesquisa Estudos da Arquitetura da Cidade. Possui experiência nas áreas de Arquitetura, Design e Ergonomia, atuando principalmente em Projeto Arquitetônico; Ergonomia do Ambiente Construído (percepção, avaliação e adequação de espaços e produtos) e Projeto do Produto (usabilidade e experiência do usuário (UX)).

 

CLARICE MARINHO

Docente da UNICAP desde 1996, graduada em Direito (UFPE, 1985), mestra em Master of Laws – LLM pela London School of Economics and Political Science (LSE, 1989), doutora em Ciência da Computação (UFPE, 2014), com período sanduíche em Queen Mary – University of London (Orientador: Chris Reed). Atua no curso de Direito da UNICAP. Como profissional e pesquisadora, atua nas áreas de direito eletrônico, informática jurídica, direito civil, propriedade intelectual e computação em nuvem.

 

JOÃO GUILHERME DE MELO PEIXOTO

Docente da UNICAP desde 2013, graduado em Jornalismo (UFPE, 2009), mestre em Comunicação (UFPE, 2012), doutor em Comunicação (UFPE, 2016), com período sanduíche em Universidad de Navarra (Orientador: Ramón Salaverría). Atua no curso de Fotografia da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação em assessoria de comunicação, com ênfase em gestão estratégica da informação. Como pesquisador, investiga o impacto das mudanças tecnológicas nas esferas de produção, edição e circulação/consumo da fotografia em tempos de convergência digital.

 

JOSÉ ALEXANDRE FERREIRA FILHO

Docente da UNICAP desde 1999, graduado em Engenharia Elétrica (UFPE, 1989), mestre em Economia (UFPE, 1993), doutor em Ciência Política (UFPE, 2006) e pós-doutorado pela Columbia University in the City of New York, onde foi Visiting Scholar do Institute of Latin American Studies (Ilas, 2009). Atua nos cursos de Economia e Direito da UNICAP. Como profissional, atual como auditor Fiscal do Tesouro Estadual da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco. Como pesquisador, dedica-se à investigação nas áreas de Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico.

 

JULIANO MENDONÇA DOMINGUES DA SILVA

Docente da UNICAP desde 2010, graduado em Jornalismo (UNICAP, 2004) e em Ciências Sociais (UFPE, 2006), mestre em Ciência Política (UFPE, 2010), doutor em Ciência Política (UFPE, 2015), com pós-doutoramento em andamento (UFBA, 2016-2017). Atua no curso de Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação nas áreas de telejornalismo, radiojornalismo, jornalismo opinativo impresso e produção audiovisual. Como pesquisador, estuda a relação entre mídia e democracia, com ênfase em políticas públicas de comunicação e cultura. É coordenador do Grupo de Pesquisa Políticas e Estratégias de Comunicação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM).

 

LUIZ CARLOS PINTO JÚNIOR

Docente da UNICAP desde 2014, graduado em Jornalismo (UFPE, 1999), mestre em Sociologia (UFPE, 2005), doutor em Sociologia (UFPE, 2010). Atua nos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo da UNICAP. Como profissional, possui histórico de atuação repórter e editor em jornais impressos e assessorias de imprensa, além de atuar na área de webjornalismo. Como pesquisador, dedica-se à investigação de fenômenos frutos da intersecção entre cultura, tecnologia e política, com ênfase em web ativismo, tecnologias da informação e tecnologias livres.

Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea

 

Cadastrado no CNPq, o Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea apresenta duas linhas de pesquisa: (i) Linguagens audiovisuais; e (ii) Mídia, comercialização e transformação de produtos culturais. Ele é coordenado pelo professor doutor Alexandre Figueiroa e vice-coordenado pela professora doutora Aline Maria Grego Lins – ambos membros do corpo docente da presente proposta de Mestrado Profissional. Todos os 12 professores do Mestrado integram o Grupo de Pesquisa.

Seu histórico inclui pesquisas relevantes, a exemplo do projeto “Os limites entre o cinematográfico e o televisivo na obra de Guel Arraes”. A produção de Guel Arraes foi analisada sob o ponto de vista da interdisciplinaridade, em que dialogam os estudos audiovisuais, a cultura popular, a semiótica, a sociologia da comunicação e as teorias do cinema. Essa pesquisa também deu origem a artigos, ao livro "Guel Arraes, um inventor no audiovisual brasileiro", além de participações em congressos.

Entre 2007 e 2010, o grupo desenvolveu a pesquisa “As reinvenções do discurso religioso nas mídias audiovisuais em programas televisivos pernambucanos”. O projeto se propôs a realizar uma análise das estratégias e operações utilizadas com a imagem nos programas televisivos neopentecostais pernambucanos para demonstrar como elas reproduzem e validam este discurso.

O projeto seguinte, intitulado “Cenário de convergência midiática na produção de conteúdos em sistemas de comunicação regionais” aprofundou ainda mais essa tendência de análise interdisciplinar. Dele, originou-se a publicação em livro "Processos de Convergência Midiática - um estudo do Sistema JC".

O Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea deu início ao projeto “Cinema documentário em Pernambuco no século XX”. Seu principal objetivo foi levantar o histórico da produção dos documentários em película e em vídeo realizados em Pernambuco no século XX.

O grupo também passou a se dedicar ao projeto de pesquisa “A produção jornalística e cinematográfica de Fernando Spencer e sua contribuição à cultura pernambucana”. O seu objetivo principal é levantar, catalogar e sistematizar a crítica cinematográfica jornalística e sua produção audiovisual. O projeto se encontra em andamento.

Uma das metas do Grupo de Pesquisa Mídia e Cultura Contemporânea é ampliar a cooperação com pesquisadores de diferentes campos do conhecimento. O atual projeto de pesquisa, intitulado “Estudo exploratório da indústria criativa em Pernambuco”, já é parte desse processo. Sua proposta principal é empreender um estudo exploratório essencialmente interdisciplinar acerca das indústrias criativas no Estado, tendo como objeto o caso do Porto Digital. Ao todo, 13 pesquisadores integram esse projeto de pesquisa, dos quais sete doutores, cinco doutorandos e um mestre. Alunos de graduação também estão envolvidos na proposta. Um total de 25 estudantes compõe o quadro de bolsistas do Programa de Iniciação Científica (Pibic).

 

 

Createch 

 

          Fundado no ano de 2019, o Createch - Tecnologias Aplicadas ao Desenvolvimento de Soluções e Produtos em Indústrias Criativas tem duas linhas principais de atuação: a) Práticas tecnológicas disruptivas adaptadas a diferentes contextos e b) Reconfigurações nos processos de criação, gestão, circulação e consumo. O grupo tem como líderes os professores Dario Brito Rocha Júnior (dario.brito@unicap.br) e João Guilherme de Melo Peixoto (joao.peixoto@unicap.br) e conta ainda com o professor Breno Carvalho (breno.carvalho@unicap.br) e o professor Anthony Lins (anthony.lins@unicap.br), além da diretora da Escola de Comunicação, Carolina Monteiro (carol.monteiro@unicap.br) e os respectivos orientandos de Mestrado e PIBIC. O grupo tem reuniões periódicas para compartilhamento interno de achados de pesquisa, leituras, seminários internos e outras atividades. As pesquisas tocadas pelo grupo articulam várias áreas da Comunicação, Design e Programação para atender a demandas sociais e de setores da economia criativa.

Alexandre Figueiroa Ferreira 

- Produção, circulação e recepção do audiovisual contemporâneo.

 

Aline Maria Grego Lins

- Laboratórios Climáticos: fortalecendo a capacidade de investigação e inovação na América Latina, através de laboratórios de co-criação para mitigação e adaptação a ligações/mudanças climáticas.

- Produção, Circulação e recepção de produtos audiovisuais contemporâneos.

 

Anthony Jose Da Cunha Carneiro Lins

- Previsão de falhas para manutenção em sistemas elétricos usando deep learning em big data.

- Novos processos nas Indústrias Criativas: os impactos da inovação e da criatividade na concepção e utilização das tecnologias.

- Práticas tecnológicas disruptivas adaptadas a diferentes contextos.

- Climate Labs: Strengthening applied research and innovation capacities in Latin-America through co-creation labs for mitigation and adaptation to Climate Change (UNICAP, Ucaldas, UQ, UTP, UM, UDG, TEC, PUCRS, PUCPR, UL, UDG, UV)

 

Christianne Soares Falcao

- As tecnologias emergentes no processo criativo

 

Clarice Marinho Martins

- Inteligência artificial: intersecção entre a ciência jurídica e a tecnologia.

- Diagnóstico empírico sobre a produtividade e a funcionalidade do PJE em comparação com o sistema de processo físico tradicional.

- Contrato de computação em nuvem: estudo comparado entre Brasil e União Europeia

 

Claudio Roberto de Araujo Bezerra

- Indústrias Criativas audiovisuais luso-brasileiras. estudo comparado das políticas públicas federais para o fomento do audiovisual no Brasil e em Portugal

 

Dario Brito da Rocha Júnior

- Novos processos nas Indústrias Criativas: os impactos da inovação e da criatividade na concepção e utilização das tecnologias.

- Práticas tecnológicas disruptivas adaptadas a diferentes contextos.

- Laboratórios climáticos: fortalecendo a capacidade de investigação e inovação na América Latina através de laboratórios de co-criação para mitigação e adaptação a ligações climáticas/mudanças climáticas.

- Produção, Circulação e Recepção do Audiovisual Contemporâneo.

- Climate Labs: Strengthening applied research and innovation capacities in Latin-America through co-creation labs for mitigation and adaptation to Climate Change (UNICAP, Ucaldas, UQ, UTP, UM, UDG, TEC, PUCRS, PUCPR, UL, UDG, UV)

 

Joao Guilherme de Melo Peixoto 

- Mapeamento de experiências inovadoras no fotojornalismo pernambucano.

- Desafios e perspectivas no processo de formação docente de agentes públicos em espaços educacionais denominados.

- Práticas tecnológicas disruptivas adaptadas a diferentes contextos.

- Novos processos nas Indústrias Criativas: os impactos da inovação e da criatividade na concepção e utilização das tecnologias.

- Entre a teoria e a prática: manuais de fotojornalismo e os novos conceitos para a atividade

 

José Alexandre Ferreira

- Abordagem estatística para a modelagem de dados reais em diversas áreas de conhecimento: ênfase concepção de indicadores de impacto e na aplicação de modelos incondicionais e de regressão.

 

Juliano Domingues

- Índice Chapultepec de Libertad de Expresión y de Prensa en las Américas de la Sociedad Interamericana de Prensa.

- What do the numbers say about Media and Democracy? Measuring and mapping TV market concentration in Latin America

 

Luiz Carlos Pinto da Costa Junior

- Mapeamento de inovação em metodologias, práticas de aprendizagem e narrativas em grupos periféricos

- Agência-laboratório de práticas inovadoras em Comunicação da UNICAP (UNILAB)

- Trabalho imaterial no Porto Digital

Para a realização das pesquisas, experimentos e atividades práticas tanto das disciplinas como dos trabalhos de conclusão do Mestrado, a UNICAP oferece a seguinte infraestrutura aos alunos:

  • Laboratórios de Desenho e Multimídia Computadores com acesso à internet e tablets Wacom, além de scanner, projetores e filmadora de última geração para a criação de maquetes, sites, jogos digitais e ambientes 3D para realidade virtual e também de trabalhos de editoração de peças publicitárias e ebooks. Os espaços contam, ainda, com softwares usados no mercado, a exemplo do Pacote Adobe CC, Autodesc 3D MAX e Unity 3D Pro.
  • Laboratório de Vídeo O laboratório é constituído por um estúdio de gravação, estrutura de chroma-key, DV-CAM, kits de iluminação externa, ilhas profissionais Apple para edição e pós-produção de vídeos, documentários e animações para ambiente digital. No ambiente são usados os softwares da Adobe After Efect e Final Cut Pro.
  • Laboratório de Áudio Ambiente possui estrutura para captação simultânea de até cinco pontos de áudio em estúdio, mesa com 16 canais para edição e finalização de efeitos de som e mixagem. Conta com computadores Apple e plataforma Pro Tool.
  • Laboratórios de Fotografia e de Edição de Imagem Laboratórios equipados com estúdio profissional fotográfico para captação de imagens digitais em altíssima resolução em formatos estáticos e dinâmicos para fins publicitários, jornalísticos e de entretenimento entre outros. Também contam com câmeras profissionais digitais, computadores e monitores para edição e manipulação de imagem através de softwares Adobe Photoshop e Light room. Além disso, possuem impressoras térmicas e de grande formato (plotter) para a impressão de imagens de alta definição.

PAVILHÃO MAKER UNICAP | ICAM

O Pavilhão Maker Unicap-ICAM constitui um laboratório produto do convênio entre a UNICAP (Universidade Católica de Pernambuco) e ICAM (Institut catholique d'arts et qaétiers), com a finalidade de fomentar o desenvolvimento de competências necessárias à educação, inovação e criatividade. O projeto foi concebido a partir de uma intervenção no casarão mais antigo do campus da UNICAP, com 485,67m². 

 Espaço para eventos/lounge 100m²1

Espaço para coworking 169m²

Laboratório de prototipagem 68,40m²

Sala técnica 10,08m²

Sala de reuniões 12,68m²

Os espaços são articulados e atendem às normas de acessibilidade, proporcionando o desenvolvimento das metodologias ativas de aprendizagem, com mobiliário contemporâneo e detalhado especificamente para o empreendimento, sistema de refrigeração inteligente e controlado remotamente, sistema de controle de entrada e saída por meio de digital e câmeras de segurança,  sistema de som embutido no forro acústico além de projeto paisagístico que integra o equipamento ao campus UNICAP.

A seguir a relação de equipamentos já adquiridos para o laboratório, além de consumíveis e materiais de apoio para funcionamento:

MAQUINÁRIO FABRICAÇÃO DIGITAL

1 UN

Cortadora a laser

DuploTech 9060 - 1,60x1,25,1,20

1 UN

CNC Router

Compact Pro - 1600x1500x120mm

1 UN

Cortadora de vinil

Cameo

3 UN

Impressora 3D

IMPRESSORA 3D H5

1 UN

COLETOR DE PÓ    

1 A 2 CV

EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS

5 UN

Câmera Fotográfica

Câmera Digital Nikon Coolpix P530 16.1MP

20 UN

Cartão de Memória

Cartão de Memória SD 8GB

2 UN

Impressora multifuncional

Multifuncional Officejet Pro 8610 A7F64A HP CX 1 UNMultifuncional Epson L365 EcoTank - Tanque de Tinta - Colorida Wi-Fi USB 2.0

18 UN

Notebooks  - sistema Windows

Notebook Samsung Essentials E21 Intel Celeron - 4GB 500GB WIN - VGA

6 UN

FURADEIRA DE IMPACTO BOSCH GSB 13

650W COM 23 ACESSORIOS

6 UN

PARAFUSADEIRA A BASE 12V GSR100

 

12 UN

DRONE

MODELO MAVIC 2 PRO FLY

12 UN

PAR DE RECEPTORES

GNSS RTK

2 UN

PROJETOR MULTIMIDIA

WIFI

1 UN

TV SMART

 

4 UN

VIDEO WALL

 

1 UN

NOBREAK EATON 9130 3K VA 120V PADRÃO RACK 19 2U

 

Recursos de informática

O Mestrado em Indústrias Criativas tem à sua disposição a estrutura de informática do Bloco G4, o qual conta com Internet por fibra ótica em todo o prédio, acessível por cabo ou wifi. Em termos de equipamento, destacam-se:

  • 17 Notebooks Acer Aspire 3 A315-41 12GB 1TB 15,6” Windows 10
  • 2 Projetor Epson Powerlite S31cd Svga Hdmi 2700 Lumens Wireless Ready
  • 4 Projetores interativos BrightLink 695Wi+ Epson - 6000 ANSI Lumens
  • Todas as salas com paredes com revestimento de quadro branco para escrever com caneta digital
  • 2 Sistemas de som (mesa de som, amplificadores, caixas, microfones)
  • 21 Computadores Desktop  Com Monitor 19.5" Hdmi Easypc Slim Intel Core I5 6gb Hd 500gb Hdmi Full Hdcom caixas de som
  • 21 Projetores Epson Powerlite S31cd Svga Hdmi 2700 Lumens

Auditório equipado com:

  • 1 Notebook Acer Aspire 3 A315-41 12GB 1TB 15,6” Windows 10
  • Tela de projeção 4m x 4m
  • Projetor Benq Px9230 Xga 6.000 Lúmens 1024X768
  • Sistema de som com cabine (mesa de som, amplificadores, Nobreaks, 3 microfones shure s/fio)

Há também na Biblioteca Central da UNICAP um laboratório de informática destinado aos discentes do Stricto Sensu para consulta às bases eletrônicas de dados.

A UNICAP possui, ainda, mais 4 grandes laboratórios de informática equipados, em média, com 40 computadores. Em todo o campus, ainda é disponibilizado acesso à internet sem fio à comunidade universitária. Eles também estão disponíveis para uso dos mestrandos em Indústrias Criativas.


Biblioteca Digital de Teses e Dissertações

[+] Página Inicial

Biblioteca Digital de Dissertações

[+] Clique e acesse as Dissertações do PPGIC

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações de outros PPGs da Unicap

[+] Clique e acesse aqui

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações por Áreas do CNPq

[+] Clique e acesse Teses e Dissertações por áreas

Biblioteca Central da Unicap

[+] Clique e acesse a página da Biblioteca

Devido a Pandemia do COVID-19 a Secretaria dos Cursos "Stricto Sensu" está adotando novos critérios para o recebimento da versão final das Dissertações.

- Orientações Gerais (Clicar aqui)

- Atualização de Cadastro (Clicar aqui)

- Termo de Autorização para Biblioteca (Clicar aqui)

- Solicitação de Diploma (Clicar aqui)

- Portaria - Entrega das Dissertações e Teses (Clicar aqui)


Em termos de Inserção local e regional Programa em Pós-Graduação – Mestrado em Indústrias Criativas conseguiu manter uma programação de encontros que, ao longo do quadriênio, se firmou na agenda local - sobretudo do ponto de vista educacional, político, cultural e artístico e tencológico. As #Semana1 (evento de abertura das atividades do Programa) e os Happenings (seminários temáticos realizados ao longo do ano) promoveram o diálogo entre o meio artístico/cultural, gestores e pesquisadores da área, com o objetivo de integrar academia e mercado/sociedade, mas também de publicizar temas e interesses de pesquisa de maneira a agendar e impactar discussões na sociedade. Todos os encontros dessas séries, desde 2017, foram realizados de forma aberta ao público em geral.

 

Essa extensa agenda de eventos de ações de divulgação científica e debates públicos foi iniciada em 2017 para celebrar o início das atividades do Mestrado. Desde então, a #Semana 1 tornou-se o evento obrigatório na abertura de todos os semestres desde o início das atividades do Mestrado. Artistas, empresários, produtores culturais, programadores, arquitetos, desenvolvedores de games, intelectuais de diversas áreas e muitos outros especialistas participam ativamente das ações de inserção desenvolvidas no âmbito do Mestrado em Indústrias Criativas, desde seu início.

 

O Programa de Pós-graduação em Indústrias Criativas da Universidade Católica de Pernambuco ainda deu alguns passos no sentido de aumentar sua inserção nacional, e também no debate púbico sobre ciência em tempos de pandemia ao longo do ano 2020, ao promover o ciclo de Seminários “A pesquisa em Comunicação durante e após a pandemia: a urgência do conhecimento aplicado”. A série de debates aconteceu por intermédio do Instituto de Estudos de Convergência Midiática e da Informação (Icinform).

 

Para além dessa agenda de eventos, outras ações encabeçadas individualmente por professores ou de forma coletiva pelo Mestrado, se somaram para a inserção local e regional do Mestrado em Indústrias Criativas, como segue no relato abaixo.

     

SEBRAE PERNAMBUCO - O Sebrae Pernambuco solicitou ao Programa de Pós-graduação em Indústrias Criativas uma proposta de curso de Curso de Aperfeiçoamento em Economia Criativa. A proposta pedagógica elaborada pela coordenação do Mestrado e aprovada pelo Sebrae consistiu num treinamento para os gestores da área de economia criativa de cada um dos nove estados da região Nordeste. O curso ocorreu em 2020. Fizeram parte como facilitadores do mini-curso os professores Juliano Domingues, Luiz Carlos Pinto e João Guilherme Peixoto. O curso foi efetivado, como indicado em anexo no contrato assinado entre a Unicap e o Sebrae.

     

O GRITO SUBÚRBIA – FUNCULTURA - Projeto de criação de uma rede de produção autônoma de conteúdos envolvendo quatro comunidades periféricas da Grande Recife, premiado no edital do Fundo de Cultura de Pernambuco - Funcultura. O Prof. Dr. Alexandre Figueirôa Ferreira concluiu o período de Incubação de um ano do projeto no Porto Social - incubadora do Porto Digital. São 48 os jovens atendidos. O projeto já realizou uma série de oficinas desde 2019. https://tinyurl.com/56xphnu .

     

ATLAS DA NOTICIA - O Programa em Pós-Graduação em Indústrias Criativas – Mestrado também estabeleceu em 2019 uma parceria com a iniciativa Atlas da Notícia, iniciativa para mapear veículos produtores de notícias – especialmente de jornalismo local – no território brasileiro, bem como desertos de notícia. O projeto é resultado de uma ação conjunta entre o Observatório da Imprensa, Facebook e Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). A aproximação com o Mestrado em Indústrias Criativas permitiu o diálogo com a Intercom, instituição que passou a integrar o grupo de parceiros da iniciativa e intensifica um processo contínuo de integração regional e nacional, bem como de visibildade das atividades do Mestrado e das expersites de seu núcleo docente permanente, bem como de deus dicentes. A referência à participação da Unicap no Atlas da Notícia está neste link: https://tinyurl.com/yh4m3d9.

     

O Mestrado em Indústrias Criativas tem se esforçado no sentido de estabelecer intercâmbios com instituições dedicadas, direta ou indiretamente, a pesquisas nesse campo. Isso inclui não apenas Instituições de Ensino Superior, programas de pós-graduação, mas também instituições privadas de pesquisa e empresas - o que contribui com o processo de inserção local e regional. Tais iniciativas usualmente encontram barreiras procedimentais associadas à formalização burocrática dessas parcerias, o que se reflete em processos relativamente lentos. Abaixo, estão listadas atividades de destaque nesse sentido e que se desenvolveram ao longo do quadriênio.

 

PPGCRIATIVAS, UNICAP – USCS - Foi iniciado, em 2017, um processo de elaboração de um convênio entre o Mestrado em Indústrias Criativas da Unicap e o Mestrado Profissional em Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Essa aproximação rendeu participação de pesquisadores da USCS em bancas da Unicap e em parceria na organização de dossiê especial da Revista Comunicação e Inovação (v. 19, n. 41) organizado pelos professores Juliano Mendonça Domingues da Silva, da Unicap, e Rebeca Nunes Guedes de Oliveira, da USCS. O dossiê teve como editor o professor Dr. Juliano Domingues, então coordenador do Mestrado Profissional em Comunicação da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). O dossiê pode ser acessado por meio deste link: https://tinyurl.com/2tbjx76y

 

PPGCRIATIVAS,  UNICAP – UFPE - Em 2018, chegou ao fim o Projeto Conexões, resultado de parceria entre Campus do Agreste – UFPE, Porto Digital, Sindicato dos Jornalistas Profissionais Pernambuco (Sinjope), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Entre 2016 e 2018, foram promovidos palestras, minicursos e debates voltados para preparar profissionais e estudantes para atuar no mercado em que as novas tecnologias, a convergência midiática e as redes sociais redefinem os papéis de consumidores e produtores da informação. A publicação do segundo volume do livro Conexões marcou o encerramento do projeto – a primeira edição foi publicada em março de 2017. O ebook pode ser acessado por este link: https://tinyurl.com/2bjp9f7z

 

PPGCRIATIVAS, UNICAP - PPGCOM, UFRJ - Em 2018, estabeleceu-se um diálogo entre a UNICAP e a UFRJ, através de projeto de pesquisa de pós-doutoramento desenvolvido pela professora permanente  Aline Grego no Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Escola de Comunicação, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na linha Mídia e Mediações Socioculturais, sob a orientação da professora doutora Marialva Barbosa. Desse estágio, concluído em dezembro de 2018, resultaram publicações de artigos e capítulos, bem como a organização do livro, “Mídia e cultura contemporânea: série linguagem”, volume 3 (disponível em https://tinyurl.com/3sukx87n), bem como o convite realizado pela Professora Marialva Carlos Barbosa, para participar da pesquisa em rede “História da imprensa no Brasil do século XIX”, que propôs a construção de uma de rede de pesquisadores que, juntos, possam produzir uma nova interpretação sobre a história da imprensa brasileira, limitando-a num primeiro momento aos estudos sobre o século XIX. Assim, a professora Aline Grego responde, nesta rede, pela coordenação das pesquisas no estado de Pernambuco, para tanto, a mesma já incluiu no seu grupo de trabalho local o seu ex-bolsista de Iniciação Científica do curso de Jornalismo (e hoje doutorando em História da UFPE), Tércio Amaral.

 

O projeto, iniciado no segundo semestre de 2019, foi concluído no final de 2020, envolveu mais de 30 pesquisadores de mais de 10 instituições superiores brasileiras, no mapeamento e análise dos periódicos que se desenvolveram e tomaram partido na defesa da independência, fim da escravidão e proclamação da república do país.  Em Pernambuco, além da professora Aline, fizeram parte da equipe o professor Flávio Cabral, coordenador do curso de graduação de História e docente do Mestrado Profissional em História da Universidade Católica de Pernambuco, e o jornalista e doutorando em História, da Universidade Federal de Pernambuco, Tércio Amaral.

 

PPGCRIATIVAS, UNICAP – INPI - Em novembro de 2018, a Unicap passou a integrar Consórcio das Universidades ligadas ao INPI e OMPI. A Assinatura do termo integra o Consórcio das Universidades que utilizam e reconhecem, oficialmente, o Curso Geral de Propriedade Intelectual à Distância, realizado pela Organização Mundial de Propriedade Intelectual – OMPI, e pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual – INPI. Esse intercâmbio rendeu frutos: no ano de 2019, alunos do Mestrado em Indústrias Criativas participaram do curso da Organização Mundial de Propriedade Intelectual e, na sequência, validaram os créditos em seu histórico no mestrado. Entende-se, com isso, que a parceria com a OMPI e o INPI serviram como incentivo para a aproximação entre nossos alunos e essas instituições, absolutamente relevantes para o debate sobre indústrias criativas. Comprovante da associação em anexo.


As iniciativas desenvolvidas de internacionalização pelo nosso mestrado são guiadas pela Política de Internacionalização da Unicap. Na sequência, segue uma série de ações implementadas e ou em andamento para intensificar o processo de internacionalização do Mestrado em Indústrias Criativas.

 

World Association Of Newspapers And News Publishers (Wan-ifra) / Google News Initiative - Os professores Dario Brito, Anthony Lins e a egressa do mestrado de Indústrias Criativas da Unicap Alice Souza desenvolvem atividade de pesquisa aplicada vinculada a projeto que congrega a World Association of Newspapers and News Publishers (WAN-IFRA) e a Google News Initiative (GNI). O trabalho é fruto do Digital Media Latam 2019, Desafio Google que reúne empreendimentos criados em toda América Latina. O projeto vinculado a professores e à pesquisadora do nosso mestrado, desenvolvido em parceria com o conglomerado de mídia regional Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, disputou com mais de 300 inscritos e foi selecionado entre os 30 vencedores do Desafio de Inovação da Google News Initiative (GNI) na América Latina. O grupo criou o aplicativo “Verifica.AÍ” com a ideia de facilitar a checagem da veracidade de notícias sobre as eleições presidenciais brasileiras de 2018, as chamadas, “fake news”. O aplicativo está disponível para os sistemas android e ios no Play Store, loja de aplicativos da Google.

 

SOCIEDAD INTERAMERICANA DE PRENSA & UNIVERSIDAD CATÓLICA ANDRÉS BELLO - O professor Juliano Domingues foi convidado para ser o pesquisador associado no Brasil do projeto de pesquisa intitulado Índice Chapultepec de Libertade de Expressão e de Imprensa nas Américas. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Sociedad Interamericana de Prensa (SIP) e a Universidad Catolica Andres Bello de Caracas e reúne pesquisadores de todos os países da América Latina em torno do esforço de construir um índice de liberdade de expressão e de imprensa.

 

UNIVERSITY COLLEGE OF SOUTHEAST NORWAY - A professora Christianne Falcão integrou, durante o período de 2017 a 2020, o grupo de estudos Training and Assessment Research Group (TARG), organizado pelo professor Salman Nazir da University College of Southeast Norway (HSN) (http://targlab.com/).

 

CLIMATE LABS ERASMUS - O Programa participa, desde 2019, por meio da professora Aline Maria Grego Lins e do professor Dario Brito, do Projeto Strengthening applied research and innovation capacities in Latin-America through co-creation labs for mitigation and adaptation to Climate Change. Trata-se de iniciativa do Climate Labs Erasmus que reúne instituições francesas, holandesas, espanholas, colombianas, e brasileiras. 

 

REDE IBEROAMERICANA DE INDÚSTRIA CRIATIVA - O Mestrado em Indústrias passou a integrar em 2020 a Rede Iberoamericana de Indústria Criativa, articulação que envolve, até agora, diversos programas de pós-graduação. A ideia inicial é o estímulo a pesquisas conjuntas, produção científica, trânsito e residência de professores e estudantes e a realização de um congresso bi-anual e de um seminário anual. Integram a rede a Escola Superior de Propaganda e Marketing; o Mestrado Profissional em Criação e Produção de Conteúdos Digitais da UFRJ; o Mestrado Profissional em Criação e Produção de Conteúdos Digitais da Universidade Feevale, em Porto Alegre; o Mestrado Profissional em Gestão e Estratégia da UFRRJ; o Mestrado em Gestão de Indústrias Criativas da Universidade Católica Portuguesa e o Mestrado Profissional em Comunicação e Indústria Criativa da Unipampa.

 

QUEEN MARY UNIVERSITY / UIVERSITY OF LONDON - Na Queen Mary University of London, a professora Clarice Marinho desenvolve atividades de pesquisa como visiting scholar no Centre for Commercial Law Studies em parceria com o professor Chris Reed. Essa relação está estabelecida desde 2017 e se estende até o presente momento. 

 

INTERNATIONAL CONFERENCE ON APPLIED HUMAN FACTORS AND ERGONOMICS - As iniciativas no campo da internacionalização também incluem publicação de artigo e apresentação em congressos internacionais. Em 2017, o docente Breno Carvalho publicou o artigo intitulado "Game Design Creative Industry: An Overview of the Porto Digital Project in Brazil" como resultado da pesquisa de professores do Mestrado em Indústrias Criativas (professores Breno Carvalho e professora Christianne Falcão) em colaboração com professores da Graduação do Curso de Jogos Digitais (Anthony Lins) e Jornalismo (Carla Patrícia) e com egressos/bolsista de Pibic 2016-2017 da Unicap do curso de Jogos Digitais (Caroline Akemi Souza e Caio Vinicius Monteiro). 

 

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES E DO DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL DA FRANÇA - O professor Alexandre Figueirôa participou no período de 27 de março de 2017 a 07 de abril de 2017 de um programa de visita à França para jornalistas brasileiros a convite do Ministério das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França. O programa para um grupo de cinco jornalistas se estendeu pelas cidades de Paris e Marselha e, entre outras atividades, teve como um dos eixos principais visitas a empresas de mídia e a empreendimentos no campo das indústrias criativas.

 

CONSULADO DA FRANÇA - A relação iniciada em 2017 com o Consulado da França no Recife permitiu a realização de duas atividades ao longo daquele ano. A primeira foi a palestra do professor do departamento de Comunicação da Université Paris 13 (Sorbonne Paris Cité) Phillipe Bouquillion (https://goo.gl/6jjKmg). A segunda foi a palestra do o diretor da escola de Design de Nantes, França, Christian Guellerin (https://bit.ly/2JJ77c3). Ele falou sobre design, inovação e empreendedorismo. A partir desse contato, em 2017, iniciou-se uma negociação entre a Universidade Católica de Pernambuco e a Université Paris 13 para a assinatura de um Memorando de Entendimento para realização de atividades regulares de pesquisa. A formalização da parceria ainda está em análise pelas instâncias superiores de ambas as instituições.

 

UNIVERSIDADE DO PORTO / AIM - O professor Cláudio Bezerra realizou, em 2019, pesquisa de Pós-doutoramento vinculado ao Departamento de Ciências da Comunicação e da Informação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, em Portugal, sob a supervisão do professor Dr. João Paulo de Jesus Faustino, que disponibilizou aos professores do nosso programa espaço para publicação em sua editora, a Media XXI.  

 

INOVA Media Lab - Ao longo do ano de 2018 o professor Luiz Carlos Pinto teve a oportunidade de estabelecer, junto com a professora Carla Patrícia Teixeira, coordenadora do curso de Jornalismo desta universidade, uma conexão com o iNOVA Media Lab, vinculado à Universidade Nova de Lisboa. A ponte tem por objetivo a produção de pesquisas conjuntas, permuta de professores e compartilhamento de experiências relacionadas às atividades do iNOVA Media Lab e da Agência Laboratório de Práticas Inovadoras em Comunicação da UNICAP, que esteve sob coordenação do professor Luz Carlos entre 2018 e 2020.

 

UNIVERSIDADE DE NAVARRA – Em decorrência do estágio de pós-doutorado realizado em Navarra, em Pamplona, Espanha, sobre narrativas no fotojornalismo contemporâneo o professor João Guilherme, que foi acompanhado por Ramón Salaverría, participa diretamente das atividades de pesquisa realizadas pelo Center for Internet Studies and Digital Life, que tem como missão desenvolver estudos sobre as formas, os processos e os impactos da atividade digital no ambiente midiático contemporâneo.

 

TULANE UNIVERSITY - Em 2017, o professor Juliano Domingues submeteu proposta e foi aprovado como pesquisador-visitante  no J.William Fulbright Foreign Scholarship Board (FFSB), órgão supervisor Fulbright Comission na Tulane University. Com isso, ao mesmo foi concedida a bolsa de pesquisa JUNIOR FACULTY MEMBER AWARD, sob patrocínio do Bureau of Educational and Cultural Affairs do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA).

 

MIDWEST ASSOCIATION OF POLITICAL SCIENCE - O professor José Alexandre Ferreira participa, com regularidade, dos congressos da American Association of Behavior and Social Sciences AABSS, Midwest Association of Political Science – MPSA and International Association of Political Science – IPSA. Os trabalhos apresentados pelo docente estão listados na área relativa à produção científica.

 

ICE ACADEMIA - O Mestrado em Indústrias Criativas da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) marcou presença em um dos principais eventos na área de negócios sociais da América Latina, o ICE Academia, realizado em São Paulo entre 08 e 10 de maio de 2019. Promovido pela organização Inovação em Cidadania Empresarial (ICE), a atividade promove a interação entre empresários, pesquisadores e professores em torno do debate sobre negócios movidos por propósito social. Neste ano, por meio do docente Juliano Mendonça Domingues da Silva, o Mestrado passou a integrar o Programa Academia, que objetiva engajar professores e fortalecer a atuação das Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras nas temáticas de Finanças Sociais e Negócios de Impacto. Comprovante em anexo.

 

FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - O Mestrado em Indústrias Criativas, por meio do seu docente Juliano Mendonça Domingues da Silva, mantém intercâmbio com a Federação Lusófona de Ciências da Comunicação. O referido docente é um dos coordenadores dos Grupos de Sociedade da Informação e Políticas da Comunicação / Indústrias Culturais e Criativas. Comprovante em anexo.

 

LIVRO LINGUAGEM E MERCADO V.4 - A publicação, em 2019, do quarto volume da série de publicações Linguagem e Mercado (Editora Fi, Porto Alegre), é parte desse processo de formação de uma rede internacional de pesquisa em torno de problemas do campo das indústrias e da economia criativas. O e-book pode ser acessado gratuitamente por meio deste link: https://tinyurl.com/3wjbfhss .

 

PLANEAS / ESCOLA DE EMPREENDIMENTOS CRIATIVOS - Em outubro de 2019, a Unicap recebeu Alex Paredes, fundador e diretor da Planeas (Escola de Empreendimento Criativo). O encontro com a instituição chilena rendeu frutos. Em uma reunião que discutiu o estabelecimento de uma parceria entre a Unicap, a Planeas e a empresa de economia Criativa sediada no Porto Mídia Proa Cultural. Link: https://tinyurl.com/7xndvy9n. Paredes é autor do livro Práticas de Empreendedorismo Criativo e Cultural na América Latina e Caribe (2015), co-autor do livro Ruta del Emprendimiento Naranja com o vice-ministro de Economia Criativa da Colômbia Felipe Buitrago e Jenny Beltrans.


 

Linha 1 - Tecnologias, linguagens e produtos

Prof. Dr. Alexandre Figueiroa Ferreira - alexandre.figueiroa@unicap.br

Profa. Dra. Aline Maria Grego Lins - aline.grego@unicap.br

Prof. Dr. Anthony Lins - anthony.lins@unicap.br

Prof. Dr. Breno José Andrade de Carvalho - breno.carvalho@unicap.br

Prof. Dr. Cláudio Roberto de Araújo Bezerra - claudio.bezerra@unicap.br

Prof. Dr. Dario Brito Rocha Júnior - dario.brito@unicap.br

 

Linha 2 - Gestão, Mercado e Sociedade

Profa. Dra. Christianne Falcão - christiannefalcao.arq@gmail.com 

Profa. Dra. Clarice Marinho Martins - clarice.marinho@unicap.br

Prof. Dr. João Guilherme de Melo Peixoto - joao.peixoto@unicap.br

Prof. Dr. José Alexandre Ferreira Filho - jose.ferreira@unicap.br

Prof. Dr. Juliano Mendonça Domingues da Silva - juliano.domingues@unicap.br

Prof. Dr. Luiz Carlos Pinto Júnior - lula.pinto@unicap.br 

Registramos atualmente mais de 40 mestres em Indústrias Criativas com trabalhos concluídos e apresentados. Dos diplomados, 31 mantiveram produção intelectual (bibliográfica, técnica e

artística) no quadriênio na área de economia da cultura e da criatividade – o que inclui atividades do mercado profissional e/ou a pesquisas acadêmicas.

 

Mais da metade de nossos alunos mantém ao ensino em instituições de ensino superior e a atividades no mercado de trabalho concomitantemente. Há ainda casos de novos negócios desenvolvidos a partir de produtos, plataformas ou serviços desenvolvidos a partir de pesquisas realizadas ao longo do percurso da pesquisa desenvolvida no Mestrado em Indústrias Criativas.

 

Os produtos e dissertações até agora concluídos formam um conjunto de trabalhos que representam com notável fidelidade as características das duas linhas de pesquisa do Mestrado em Indústrias Criativas: Tecnologias, linguagens e produtos e Gestão, Mercado e Sociedade. São trabalhos que atendem à necessidade de discutir e/ou apresentar soluções para problemas sociais, acionando o desenvolvimento inovador de dispositivos - sejam eles tecnológicos,    didáticos ou midiáticos; ou estabelecendo caminhos resolutivos nos quais se procura dialogar com demandas do mercado e da sociedade civil. Esses dois “fronts”, que correspondem às duas linhas de pesquisa, se interpenetram.

 

Tanto a linha Tecnologias, Linguagens e Produtos quanto a linha Gestão, Mercado e Sociedade cobrem áreas tão diversas quanto as representadas nos trabalhos abaixo e seus cruzamentos: turismo e tecnologia mobile; jornalismo e ciência de dados, mas também produção audiovisual portátil; design e interação; games, TICs e segurança no trabalho; Inteligência artificial, política e fake news; mídias sonoras e redes sociais; gestão de produção audiovisual; infodemia e curadoria digital; marketing, consumo e produção de conteúdo web, entre outros.

 

Além da adequação, que se pode conferir acessando os trabalhos na Biblioteca Central Online, a distribuição dos trabalhos concluídos no quadriênio pelas Linhas de Pesquisa evidencia um equilíbrio em andamento: dos 36 trabalhos concluídos, 14 (38,8%) estão vinculados à linha Tecnologias, linguagens e produtos, enquanto 22 (60%) são da linha Gestão, Mercado e Sociedade.


Alunos Especiais e Alunos Ouvintes
 

Admissão extrasseleção, para aluno especial ou aluno ouvinte e aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

A Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, no uso de suas atribuições, e de acordo com o Regimento da Pós-graduação Stricto Sensu, no que concerne à Regulamentação de matrícula de alunos da Pós-graduação, estabelece:

Aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

Aluno Vinculado é aquele efetivamente matriculado em Curso de Mestrado/Doutorado em Instituição de Ensino Superior, aprovado pela CAPES, que deseje cursar disciplina em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o nº de Alunos Vinculados por disciplina é decisão da Coordenação da Pós-graduação Stricto Sensu, ouvido o Coordenador do Programa em questão,
  • o aluno deverá apresentar no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF, Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação;
  • o aluno deverá pagar por cada disciplina, a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Aluno especial e Aluno ouvinte

Aluno Especial ou Aluno Ouvinte é aquele aluno que não está vinculado a nenhum Programa de Mestrado/Doutorado e deseja cursar disciplinas em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o n° de Alunos Especiais é decisão da Coordenação Geral de Pós-graduação, ouvido o Coordenador do Programa em questão;
  • o aluno deverá apresentar, no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF. Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação:
  • o aluno deverá pagar, por cada disciplina a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Obs.:  O  Aluno Especial  poderá aproveitar, nos Programas de Pós-graduação da UNICAP, os créditos cursados na disciplina, desde que até o prazo de 5 anos, levando em conta a quantidade de créditos que o Programa aceita dentro desta modalidade (geralmente são 8 créditos). O Aluno Ouvinte não poderá aproveitar a disciplina cursada para compor créditos nos Programas de Pós-graduação.

 

Inscrições:

Devido o momento da Pandemia da COVID-19, todo o processo de inscrição estará sendo através do envio da documentação solicitada e do requerimento para o e-mail: secretariastrictosensu@unicap.br, no período de 08/07/2022 a 12/08/2022.

 

Requerimentos:

- Aluno Especial (Clicar aqui)

- Aluno Ouvinte (Clicar aqui)

 

Valor por disciplina:

- Valor por disciplina (Clicar aqui


Fale Conosco

Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 17h

Local
Rua Almeida Cunha, 245. bloco G4, térreo
Boa Vista, Recife/PE.
CEP: 50.050-480

Informações
(81) 2119.4369 /secretaria
(81) 2119.4388 /secretaria
(81) 2119.4015 /secretaria

Ramal
2119.4024 (coordenação)
Fax: (81) 2119.4020

Email
secretariastrictosensu@unicap.br

Facebook

https://www.facebook.com/industriascriativasunicap/

Instagram

https://www.instagram.com/mestradoindustriascriativas/

 


Processo Seletivo 2022

  1. Edital 2022 - Complementar
  2. Clique aqui para fazer sua pré-inscrição
  3. Ficha de Inscrição – Mestrado
  4. Requerimento

Obs.:  A Secretaria da Stricto Sensu informa que os documentos solicitados, nos Editais de Seleção 2022, com o reconhecimento de firma/autenticação, serão necessários, apenas, no ato da entrega presencial, na Secretaria, devido a Era Pandêmica. Para o momento atual, os documentos apenas precisam ser digitalizados e encaminhados para o e-mail indicado nos Editais.

O processo seletivo para o PPGIC - Programa de Pós-graduação em Indústrias Criativas da UNICAP - será realizado de acordo com as regras fixadas no Edital vigente.


Os resultados serão divulgados seguindo as datas estipuladas no cronograma do Edital de Seleção.

MESTRADO - Seleção 2022 - Complementar

  1. Homologação das Inscrições (Clicar aqui)

  2. Resultado da Análise de Projeto (Clicar aqui)

  3. Horários das Entrevistas (Clicar aqui)

  4. Resultado Final da Seleção 2022 (Clicar aqui)


De 08 a 11/08/2022 o Programa de Pós-graduação Stricto Sensu irá realizar o processo para a Matrícula de 2022.2.

Os(As) discentes devem seguir as instruções que estão no Informativo de Matrícula e Alteração de Matrícula.

- Informativo de Matrícula (Em breve)

- Calendário 2022 – Atualizado (Clicar aqui)

- Requerimento para Solicitações (Clicar aqui)

Obs.1.: Para regularização de alguma pendência (acadêmica ou financeira), deverá ser preenchido o Requerimento para Solicitações e encaminhar para o e-mail da Secretaria Stricto Sensu.

Obs.2.: Orientação de matrícula (Em breve)

Informações: secretariastrictosensu@unicap.br / (81) 2119.4369 (de 9h às 20h)


Mestrado

- Edital 2022 (Clicar aqui)

- Edital 2021 (Clicar aqui)