Publicado Por: Alessandro Douglas

O Comitê Internacional de Bioética da UNESCO (CIB) e a Comissão Mundial para a Ética do Conhecimento Científico e Tecnológico da UNESCO (COMEST) pediram uma mudança de rumo das atuais estratégias de vacinação contra a COVID-19, instando que as vacinas sejam tratadas como um bem público global para garantir que sejam disponibilizadas de forma equitativa em todos os países, não apenas para aqueles que deram o maior lance por elas. Ambos os comitês têm um longo histórico no oferecimento de orientações éticas em questões sensíveis*.

A declaração foi apresentada durante um evento online realizado em 24 de fevereiro, que reuniu os órgãos de ética da UNESCO, juntamente com Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), e com o professor Jeffrey Sachs, da Universidade de Columbia.

Leia mais: https://pt.unesco.org/news/unesco-pede-que-vacinas-covid-19-sejam-consideradas-um-bem-publico-global

Gostei.
Compartilhar