Publicado Por: Alessandro Douglas

Washington, DC – A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), no âmbito de sua Sala de Coordenação e Resposta Atempada e Integrada à crise em relação à pandemia do COVID-19 (SACROI COVID-19), insta os Estados enfrentar o sério risco em que os povos indígenas se encontram e adotar medidas urgentes para proteger o direito à saúde dessa população. Em particular, a Comissão emite um alerta sobre a situação de vulnerabilidade especial em que os povos indígenas se encontram, particularmente aqueles em isolamento voluntário e contato inicial, e destaca a necessidade de preparar respostas específicas para esse grupo, que respeitem sua visão de mundo. e diversidade cultural.

A CIDH lembra que a discriminação histórica contra os povos indígenas resultou em uma violação estrutural e sistemática de seus direitos humanos, especialmente seus direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais. A proporção de povos indígenas e não indígenas que vivem na pobreza e extrema pobreza na região é um reflexo disso. O Banco Mundial observa que 43% da população indígena da Bolívia, Brasil, Equador, Guatemala, México e Peru estão em situação de pobreza moderada, em comparação com 21% da população não indígena nesses países. Da mesma forma, a porcentagem da população indígena em extrema pobreza nesses países é três vezes a da população não indígena.

Leia mais: http://www.oas.org/es/cidh/prensa/comunicados/2020/103.asp

https://web.whatsapp.com/

Visualizações:
89
Compartilhar