Publicado Por: Alessandro Douglas

O golpe civil-militar de 1964, que mergulhou o país em 21 anos de Ditadura, completa 58 anos. O período foi marcado por censura, torturas, desaparecimentos, execuções, corrupção e graves violações de direitos humanos.

Preocupados com a defesa da democracia, do direito à memória e à verdade e da preservação da nossa história, realizaremos, nesta segunda-feira (04), às 9:30 h, um ato, no Auditório Dom Hélder Câmara, com a exibição do documentário “30 anos de Anistia” e debate pós filme. 

“Não existe história muda. Por mais que a queimem, por mais que a quebrem, por mais que mintam, a história humana se recusa a ficar calada” Eduardo Galeano

Visualizações:
50
Compartilhar