Mulher, vulnerabilidade e justiça socioambiental

Publicado Por: José Maria
25 nov 2022
Visualizações:
82
Compartilhar

Este livro reúne abordagens sobre Gênero, tendo como elemento integrador o horizonte de uma “ecologia integral” que, na arena mais ampla da luta pela preservação da vida, aponta o acesso ao Direito como uma condição basilar ao exercício da cidadania e, simultaneamente, como um instrumento promotor de justiça ambiental. Na sequência dos textos, inicialmente, são destacados alguns aspectos conceituais que servem de base à reflexão que se segue, isto é, a indissolubilidade entre Sociedade e Natureza, sendo esta continuamente resignificada pela primeira. Em seguida, tendo como pano de fundo os objetivos da Campanha da Fraternidade 2016, são delineados referenciais teóricos da Justiça Socioambiental e do Ecofeminismo, cuja ótica nos permite ver a necessidade do empoderamento e do protagonismo da mulher em um cenário diversificado e desafiador, objeto de reflexão nos capítulos seguintes: desastres decorrentes das mudanças climáticas, racismo ambiental e pobreza, os grandes empreendimentos urbanos, a discriminação no trabalho, a presença feminina no poder judiciário, os desafios socioambientais na atual paisagem urbana, a representação machista da sexualidade.