Colação de Grau Medicina 2021.1 - discurso do Reitor - Unicap

Título Notícias

null Colação de Grau Medicina 2021.1 - discurso do Reitor

Publicado Por: Redação

Colação de grau

Medicina Unicap 2021.1

P. Pedro Rubens

A colação de grau da turma Dra. Erideise Gurgel é um acontecimento importante por si só, mas também porque homenageia uma professora que “sofreu as dores de parto” da criação do curso de Medicina da Unicap e merece todo nosso reconhecimento. O contexto dessa terrível pandemia adiou a grande festa de hoje, mas nada pode diminuir a alegria real e profunda por essa extraordinária conquista, mérito de vocês, apoio da família, trabalho de todos nós que fazemos a Universidade Católica de Pernambuco. E, até mesmo por conta dessa prolongada e grave crise sanitária fica ainda mais claro, paradoxalmente, o valor insubstituível da profissão de vocês: parabéns e muito obrigado!

Estamos passando por uma verdadeira situação de guerra, cujas armas são ciência aplicada, cuidado humano, saúde pública e solidariedade... Mas, se, em outras guerras, os agentes de saúde atuavam para tentar salvar as vidas que restavam depois das grandes batalhas, agora, na guerra contra o Coronavírus, os profissionais de saúde são as guerreiras e guerreiros, posicionados na linha de frente para salvar pessoas, arriscando a própria vida. Além do risco de morte, como em qualquer guerra, os combatentes podem sair com sequelas e traumas, mas também, em sentido contrário, com um grande aprendizado e um forte desejo de mudar seu estilo de vida. Não sabemos ainda o quanto essa pandemia nos afetará, mas podemos, desde já, trabalhar para transformar essa situação dramática em uma experiência a favor de uma vida mais saudável, para nós e para a humanidade inteira. Como fazer uma virada positiva em uma experiência tão traumática?

Recorro a um relato histórico. No século XVI, um bravo soldado espanhol, foi ferido na batalha de Pamplona pelas tropas francesas que acabaram ganhando a guerra. Esse cavaleiro medieval era muito vaidoso, cheio de desejos e muitos sonhos, mas a bala de canhão estilhaçou sua perna e quase acabou com a sua vida. Ele ficou convalescente por muito tempo no castelo da família e, durante o confinamento, leu muitas estórias de cavalaria. Mas, quando essa bibliografia predileta foi esgotada, deram-lhe livros sobre a vida de Jesus e a história de santos. Tal circunstância acabou provocando uma conversão, uma reviravolta total e, o ex-guerreiro ferido, resolveu mudar seu projeto de vida.

Precisamente neste 20 de maio, inauguramos as celebrações dos 500 anos da conversão de vida daquele cavaleiro ferido, que se tornou um grande visionário e humanista. Daquele sonho de Inácio de Loyola, junto com outros jovens universitários idealistas, nasceu a Ordem dos Jesuítas e instituições como a Universidade Católica de Pernambuco, parte dessa grande rede mundial, única no Norte e Nordeste do Brasil. Para curiosidade, deixo-lhes um convite: Quando vocês voltarem à Unicap para buscar o diploma conferido hoje, além de passear pelo jardim central, tirar fotos com os patos e o pavão, proponho que visitem a capelinha do campus, dedicada a Santo Inácio e companheiros. Antes de entrar nesse espaço diferenciado, independentemente da experiência de fé de cada um, não deixem de ler uma inscrição do lado interno da torre da igreja e de interrogar-se: qual é o meu novo sonho, agora que conclui essa formação médica?

Vocês serão agentes médicos do Pós-pandemia, portanto, marcados por essa experiência forte e sem a ilusão de retorno ao antigo normal. Um grande líder mundial falou algo interessante, convidando-nos, desde já, a sonhar juntos com um futuro melhor, ousando apostar em uma fraternidade universal: “É verdade que uma tragédia global como a pandemia da Covid-19 despertou, por algum tempo, a consciência de sermos uma comunidade mundial que viaja no mesmo barco, em que o mal de um prejudica a todos. Recordamo-nos de que ninguém se salva sozinho, de que só é possível salvar-nos juntos. Por isso, “a tempestade [...] desmascara a nossa vulnerabilidade e deixa a descoberto as falsas e supérfluas seguranças com que construímos os nossos programas, os nossos projetos, os nossos hábitos e prioridades. [...] Com a tempestade, caiu o disfarce dos estereótipos com que mascaramos o nosso “eu” sempre preocupado com a própria imagem, e ficou evidente, uma vez mais, esta (abençoada) pertença comum, à qual não podemos nos subtrair: a pertença como irmãos e irmãs” (Fratelli tutti, 32). Essas palavras são do papa Francisco e elas falam de um sonho, não de uma ilusão: como dizia um poeta e profeta, Helder Câmara, “sonho que se sonha sozinho, pode ser pura ilusão; sonho que se sonha juntos, é sinal de solução”. Sabemos, agora mais que nunca, que não haverá saúde segura para ninguém se não houver saúde para todo mundo, assim como não haverá paz social se não houver combate às desigualdades e à violência em todas as suas formas, assim como não poderá haver uma vida saudável em um planeta ferido e adoecido. Solidários, porém, na experiência de uma calamidade anunciada, podemos ser solidários na construção de um estilo de vida mais saudável, uma sociedade mais sustentável, um mundo bem melhor para todo mundo.

Gostaria de concluir essas palavras agradecendo, de coração, aos professores e funcionários da Unicap, bem como a todos os que trabalham nos hospitais e unidades de saúde públicas, públicas e filantrópicas, estaduais e municipais, nossas grandes parceiras: sem essas pessoas e instituições não teríamos como garantir o processo complexo de aprendizagem que a medicina supõe. Saúdo especialmente os professores que vocês escolheram como paraninfa e patrono da turma, respectivamente, Dra. Shalom Porto de Oliveira Assis e Dr. Gilson José Teixeira Junior.

Expresso ainda um agradecimento todo especial aos pais e familiares que apostaram no sonho de vocês e confiaram à Unicap essa missão de formar para a vida. Sabemos que os custos de um curso de Medicina são altos e, esperamos, muito sincera e honestamente, que vocês nunca se arrependam do investimento feito. Na Unicap, nossa aposta é em uma qualidade acadêmica que visa à excelência humana: assim como a qualidade supõe um custo, a excelência humana implica uma formação integral. Afinal, não necessitamos apenas de “mais médicos” no Brasil e no mundo; precisamos, sobretudo, de profissionais mais humanistas para o mundo melhor que desejamos. A humanização da Medicina não é tão evidente como parece. Por um lado, muitos profissionais médicos vivem situações desumanas e trabalham em condições precárias que comprometem a própria missão de salvar vidas, como atesta a “necropolítica” do Brasil atual; como se não bastasse, por outro lado, muitos médicos e médicas são assediados pelos grandes laboratórios ou ficam reféns de planos de saúde. No entanto, a vida não é mercadoria e o profissional de saúde não pode ser um mero agente de vendas do mercado. A educação é um bem inalienável e, inegavelmente, a medicina é um bem humanitário. Vocês são agentes humanitários!

Agradecidos, podemos dizer uns aos outros, familiares, funcionários e professores: fizemos a nossa parte! Quanto a vocês, novos médicas e médicos, a grande missão começa agora. Lembro-lhes, por fim, que a missão de cuidar e salvar vidas, são atributos tão supremos que são, normalmente, reservados a Deus. Nesse sentido, pode-se dizer, parafraseando o poeta F. Pessoa, que a vocação médica é “tão humana que é divina”. Nessa missão, que vocês sejam não somente bem- sucedidos, mas realmente felizes. Muito obrigado!

 

P. Pedro Rubens, SJ

Recife, 20 de maio de 2021

Gostei.
Compartilhar

Aplicações Aninhadas

Expediente - Coluna 1

EXPEDIENTE

EDIÇÃO:
Paula Losada (1.652 DRT/PE)
Daniel França (3.1120 DRT/PE)
Dell Souza (6.869 DRT/PE)
Elano Lorenzato (2.781 DRT/PE)

SECRETARIA:
Dora Santana

PRODUÇÃO DE VÍDEO:
Luca Pacheco

Expediente - Coluna 2

REPÓRTER CINEMATOGRÁFICO:
Nildo Ferreira (2.052 DRT/PE)

DESIGNER:
Java Araújo

WEB DESIGNER E REDES SOCIAIS:
Kiko Secchim, SJ
Elano Lorenzato (2.781 DRT/PE)

Expediente - Coluna 3

REDAÇÃO E FOTOGRAFIA:
Carla Siqueira,
Júlia Farias,
Luíz Antonio Cardoso.
(estagiários)

CONTATO:
Rua do Príncipe, 526,
Bloco R, sala 117,
Boa Vista, Recife-PE.
Cep: 50050-900.
Telefone: (81) 2119.4010.
E-mail: assecom@unicap.br

Título Notícias Acontece na Unicap

Publicador de Conteúdos e Mídias

DOCUMENTÁRIO EDITADA 3.jpg

DOCUMENTÁRIO

Objetivos: Geral: Situar o documentário, em sua historicidade, como um campo de práticas definido pela relação com a alteridade e fundado sobre preocupações...

Objetivos: Geral: Situar o documentário, em sua historicidade, como um campo de práticas definido pela relação com a...

curso videoclipe.jpg

VAMOS FAZER UM VIDEOCLIPE EXPERIMENTAL SOBRE O AMOR EM PORTUÑOL

Objetivos: Geral: - Experimentar o fazer artístico coletivo transdisciplinar com música e visualidade. Específicos: - Realizar um videoclipe experimental...

Objetivos: Geral: - Experimentar o fazer artístico coletivo transdisciplinar com música e visualidade. Específicos:...

DestaqueSite.png

UNICAP abre Edital NEaD 2021/02 para contratação de professores conteudistas EaD

A Universidade Católica de Pernambuco, por meio do Núcleo de Educação a Distância, abre EDITAL DE SELEÇÃO DE PROFESSORES AUTORES (CONTEUDISTAS) HOME OFFICE,...

A Universidade Católica de Pernambuco, por meio do Núcleo de Educação a Distância, abre EDITAL DE SELEÇÃO DE...

Capturar.png

Conferência do Professor Pe. Mário de França Miranda abre a XXV Semana Teológica da Unicap

A Sinodalidade da Igreja: desafios e perspectivas é o tema da XXV Semana Teológica da Unicap, que teve início na tarde desta terça-feira (21), com...

A Sinodalidade da Igreja: desafios e perspectivas é o tema da XXV Semana Teológica da Unicap, que teve início na...