Projetos

          A Clínica conta atualmente com 5 eixos de pesquisa e um projeto de extensão, são eles:

INTERSECCIONALIDADE

Coordenação:
Profª. Drª. Carla Teixeira (Coordenadora do Curso de Jornalismo)

          O presente eixo visa debater os diversos modos como classe, raça, etnicidade, gênero e sexualidade atuam de forma articulada na conformação de diferenças, posições de sujeito e desigualdade ou privilégio social. A interseccionalidade atua como modo de compreensão das estruturas de poder e dominação, tais como sexismo, racismo, homolesbotransfobia, e outras formas de discriminação, e de como elas estão relacionadas e se constituem mutuamente. 

          Parte-se de marcadores das diferenças para se compreender como os múltiplos eixos de opressão se produzem na sociedade e nas experiências pessoais. Debates sobre a contemporaneidade da interseccionalidade na sociedade, academia e nos ativismos e movimentos sociais serão abordados, além das implicações epistemológicas metodológicas e políticas destes conceitos. As ideias contidas no conceito de Interseccionalidade obedecem a diferentes linhas de pensamento: os estudos subalternos, o feminismo pós-colonial, o black feminism, o feminismo mestiço e o feminismo descolonial. É possível, ainda observar outros marcadores sociais da diferença que como idade, nacionalidade e discapacidade também operam na produção de sujeitos, identidades e desigualdades, com base na teoria queer, por exemplo, para atender a demandas e especificidades críticas.


DIÁLOGO INTER- RELIGIOSO

 
 

Coordenação:
Prof. Dr. Gilbraz Aragão (PPGCR) e Prof. Mcs. Luis Carlos de Lima Pacheco (Coordenador Ciências da Religião EAD)

          O Eixo do Diálogo Inter-religioso na Clínica Diálogos de Direitos Humanos busca articular a concepção contra-hegemônica dos direitos humanos e o conceito de pluralismo religioso, defendendo que as espiritualidades e religiões podem fornecer, por meio de teologias progressistas e pluralistas, uma plataforma mais integral para a compreensão de direitos e deveres, engendrando uma atitude transcultural e transreligiosa para a reconstrução dos direitos humanos.

TRADUÇÃO DE DOCUMENTOS

 
 

Coordenação:
Prof. Dr. João Paulo Teixeira Allain (PPGD)

          Tem a finalidade de democratizar o conhecimento sobre direitos humanos a partir da tradução de documentos produzidos por órgãos internacionais que tem impacto e relevância na dinâmica brasileira de pensar e promover Direitos Humanos.

GRUPO DE ESTUDOS FACT CHECKING E DIREITOS HUMANOS

 
 

Coordenação:
Prof. Dr. Gustavo Santos (PPGD) & Profa. Drª. Carla Teixeira (Coordenadora do Curso de Jornalismo)

          O Grupo de Estudos em Fact Checking e Direitos Humanos é um grupo interdisciplinar dedicado à investigação científica de fenômenos complexos situados na interface entre os campos do Direito e da Comunicação, privilegiando os campos dos direitos humanos e do jornalismo no Brasil como unidade de análise. Os integrantes do Grupo adotam uma perspectiva teórica plural, com ênfase na produção compartilhada de conhecimento e nos estudos de (incluir aqui teorias do campo do Direito), Cultura da Conexão, Jornalismo e Mídias. Os objetos dizem respeito, fundamentalmente, a aspectos relacionados à violação dos direitos humanos e disseminação de fake news, indústria de mídia e redes sociais, pós-verdade; direito; jornalismo; aprendizados abertos.

POLÍTICAS PÚBLICAS DE MIGRAÇÃO


 

Coordenação:
Profª. Drª. Vanessa Pedroso (PPGD)

          Visa fazer o Mapeamento de políticas públicas estaduais e municipais de direitos humanos em Recife/PE no acolhimento humanitários aos imigrantes venezuelanos. Entendendo-se a necessidade de desenvolver o que se reconhecem como “ciclo de políticas públicas”, realiza-se um mapeamento de todas as políticas públicas de acolhimento ao imigrante no estado de Pernambuco e na cidade do Recife, no intuito de traçar um panorama das atividades já existentes. Para tanto, se buscar-se-á identificá-las a partir de dois direitos fundamentais de viés social, já que são estes de efetivação proativa do Estado.

PROJETO DE EXTENSÃO:
DEBATES E ESTUDOS DE GÊNERO NO ÂMBITO ESCOLAR


 

         
Coordenação: 
Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral (PPGH)

 As perspectivas sobre os estudos de gênero vêm ganhando cada vez mais espaço dentro da sociedade nos dias hodiernos. Esse crescente interesse é alimentado pela simples e rápida disseminação da agenda através da internet, redes sociais como Instagram, Twitter, YouTube,TicTok, entre outras. Nestas plataformas não necessariamente há um embasamento teórico-metodológico para as abordagens e, também, não há uma classificação indicativa, visto que qualquer pessoa tem a possibilidade de acessar os conteúdos. Destarte, ao demonstrar afinidade e curiosidade pela temática de identidades de gênero e suas intersecções, as crianças e adolescentes se deparam com grandes possibilidades de imergir no assunto, mas a maioria delas se dá fora do âmbito escolar e familiar. Além disso, dependendo do tipo de conteúdo acessado, é possível que em lugar de uma compreensão sobre o assunto ser estabelecida, só sejam geradas mais dúvidas sobre o tema, ou mesmo, que haja uma contribuição para se acentuar as desigualdades. No âmbito de (con)vivência escolar, essas questões frequentemente são levantadas entre as/os estudantes que estão passando pela fase da adolescência, em especial os que se situam no Ensino Médio. Consoante, Ángel Hernando Gómez (2007, p. 338), as ações
que intervêm positivamente nesse período da vida do alunado, sanando as dúvidas e abrindo espaço para o diálogo, podem reduzir significativamente os índices de desigualdade de gênero, em curto prazo. Isso, porque, ao passar pelos conflitos internos, característicos da adolescência, há também um processo de formação e reafirmação das identidades.

Acontece nas escolas:

 
  • Escola Liceu Nóbrega de Artes e Ofícios, situado na Rua do Príncipe, Boa Vista, Recife/Pernambuco, CEP: 50010-004.
  • EREM - Ginásio Pernambucano Aurora, situado na Rua da Aurora, 703 - Santo Amaro,Recife/Pernambuco, CEP: 50050-000.

CONTATO

Deixe o seu recado para entrarmos em contato o mais breve possível.

REDES SOCIAIS

Acesse nossas redes sociais e conheça ainda mais sobre e Clínica Interdisciplinar de Direito Humanos.