Publicado Por: Alessandro Douglas

Devido a pandemia e as medidas de isolamento social, as atividades e produções culturais sofreram restrições que afetaram radicalmente a cadeia criativa cultural. Esse setor, composto majoritariamente por pequenas empresas e uma proporção alta de trabalhadores independentes e informais, hoje busca se adaptar a uma nova economia criativa como forma de sobreviver e dar continuidade a seus trabalhos.

O músico Matheus de Bezerra teve que adiar vários processos de gravação e filmagem. “Além disso, não pude fazer os shows que estavam programados e isso me prejudicou financeiramente também.” Ele ressalta a importância dessa economia no atual contexto. O desenvolvimento de políticas públicas que financiem e contribuam para essas produções é fundamental para a resistência da cultura durante e pós pandemia.

A partir dessa realidade, a agência da ONU direcionada para a cultura, a UNESCO, em parceria com outras entidades a exemplo do MERCOSUL Cultural, lançou uma pesquisa para analisar o impacto que a COVID-19 vem causando no setor cultural. Direcionada para artistas, trabalhadores, donos e gerentes de empresas do setor, a pesquisa tem como objetivo catalogar informações atualizadas para contribuir na construção de políticas que auxiliem a produção e o acesso aos bens e serviços culturais durante a pandemia.

Link para participar da pesquisa: https://bit.ly/2CVozM5

 

: Mayara Moreira

: Unesco

Visualizações:
138
Compartilhar