História (PPGH)

ícone professor

Corpo Docente

ícone grupo de pesquisa

Grupos de Pesquisa

ícone serviço a comunidade

Serviço a Comunidade

ícone galeria de fotos

O Programa


O Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em História, com área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, é destinado a portadores de diplomas de graduação em qualquer área do conhecimento, outorgados por Instituições de Ensino Superior e reconhecidos pelo Ministério de Educação e Cultura.

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

Área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, subdividida em duas linhas de pesquisa.

Relações de poder, política e instituições

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar – por meio do ensino, da pesquisa e das novas mídias -, o conhecimento de como, desde as sociedades municipais, articulam-se as relações de poder e as ações políticas, e de como funcionam as instituições (imprensa, igrejas, sindicatos, prisões, escolas, academias, associações, hospitais), tanto de modo autônomo, como na inter-relação dinâmica dessas dimensões. Investiga também a história da formação das comunidades municipais, o cotidiano, as resistências, os movimentos sociais urbanos e rurais, a cultura política, as microrrelações de poder, as relações entre representações, conceitos e imaginário, nos espaços urbanos e rurais.

Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar conhecimentos, acerca das sociedades municipais, relacionados aos conceitos religiosidade, memória (individuais e coletivas), patrimônio cultural (material e imaterial). Bem como, pretende promover reflexões que articulem noções como representação, práticas culturais e visualidades, de forma interdisciplinar, envolvendo diferentes temporalidades e como objeto de reflexão e campo de intervenção.

Objetivos

Geral

O PPGH tem como objetivo geral formar profissionais para a produção e socialização de conhecimento histórico avançado e inovador, com ênfase em estudos no âmbito da História, Cultura e Memórias Municipais, de modo que mobilizem instrumentais teóricos, metodológicos e práticos consistentes e atualizados, compatíveis com a excelência universitária, a fim de se poder atuar em instituições privadas e públicas, como instituições de ensino (do básico ao superior), centros de documentação, museus e espaços culturais, como curadores, organizadores e promotores de atividades relacionadas à produção de conhecimento em História.

Específicos

  • Formar profissionais capacitados a atuar em instituições privadas e públicas de âmbito municipal e regional, como centros de documentação, museus e espaços culturais, como curadores, organizadores e promotores de atividades relacionadas à produção e ensino da história.
  • Formar profissionais capazes, enquanto docentes e formadores de docentes, de supervisionar a transmissão do conhecimento, nas escolas públicas e privadas, através de um ensino de história acorde com o uso didático-pedagógico de novas mídias e tecnologias.
  • Formar profissionais capacitados para desenvolver pesquisas inovadoras que busquem criar produtos para a área do ensino da história e da proposição e operacionalização de políticas públicas voltadas à conservação do patrimônio histórico, artístico e cultural das comunidades municipais.

Créditos e Duração do curso

O Mestrado em História da Universidade Católica de Pernambuco tem duração de 24 meses, período que devem ser integralizados com o mínimo de 27 créditos, sendo 18 em disciplinas (2 obrigatórias e 04 optativas), 3 créditos em atividades supervisionadas e 6 em trabalho de elaboração da dissertação. Confira os 27 créditos como demonstrado abaixo:

  • Disciplinas obrigatórias: 6 créditos;
  • Disciplinas optativas: 12 créditos;
  • Atividades supervisionadas: 3 créditos;
  • Trabalho de Conclusão de Curso: 6 créditos.

Disciplinas obrigatórias (03 créditos)

  • PHI6101 – Teoria e metodologia da pesquisa em História
  • PHI6102 – Historiografia e história regional e local

 Disciplinas optativas (03 créditos)

  • PHI6201     História urbana contemporânea
  • PHI6202     Escravidão, abolição e pós-abolição – debates historiográficos e experiências de pesquisa
  • PHI6203     Cidade e campo: aspectos do patrimônio cultural e da memória local
  • PHI6204     Análise institucional e institucionalismo histórico
  • PHI6205     História ambiental
  • PHI6206     Tópicos especiais de história administrativa do Brasil
  • PHI6207     História das instituições punitivas e de controle social
  • PHI6208     Educação, memória e patrimônio histórico
  • PHI6209     História e cultura indígena
  • PHI6210     História dos intelectuais e das elites culturais: historiografia, metodologia e categorias de análise
  • PHI6211     Tratamento e organização de acervo documental
  • PHI6212     Movimentos sociais, cultura política e relações de poder
  • PHI6213     Iconografia como fonte histórica
  • PHI6214     Planejamento e concepção de exposições museológicas
  • PHI6217     Seminário de dissertação

 Seminários (1 crédito)

  • PHI6215 – Relações de poder, política e instituições
  • PHI6216 – Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Permanentes

Colaborador

Confira a oferta de Disciplinas e seminários oferecidos no semestre 2021.1


Presidente/Chanceler

Pe. Mieczyslaw Smyda, S.J.
Provincial dos Jesuítas do Brasil

Reitor

Prof. Dr. Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira, S.J.

Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação

Profa. Dra. Valdenice José Raimundo

Coordenadora de Pós-graduação

Profa. Dra. Roberta Varginha Ramos Caiado

Coordenador de Pesquisa

Prof. Dr. Dario Brito Rocha Júnior

Coordenador do PPGH

Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar
Telefone: 2119-4258
E-mail: tiago.cesar@unicap.br
Bloco G4, 8º andar, setor D.

Secretaria Stricto Sensu (mestrado)

Rua Almeida Cunha, 245.
Bloco G4, térreo.
Boa Vista, Recife-PE.
CEP: 50.050-480. Tel. (81) 99146-6993 / 2119-4368 |  Email: secretariastrictosensu@unicap.br.  

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, de 8h às 21h

Requerimentos

Os mestrados e doutorados profissionais não recebem auxílio ou bolsas governamentais. Diante disso e procurando atender a essa demanda, a UNICAP, junto à Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação, está atualmente definindo uma forma de concessão de uma bolsa para o PPGH, por meio da Fundação Antônio dos Santos Abranches (FASA). 

Os interessados em reconhecimento de Diploma devem tomar conhecimento das orientações abaixo e procurar diretamente a Secretaria da Pós-graduação.

Orientações para reconhecimento de Diploma 


Área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, subdividida em duas linhas de pesquisa.

Linha 1: Relações de poder, política e instituições

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar – por meio do ensino, da pesquisa e das novas mídias -, o conhecimento de como, desde as sociedades municipais, articulam-se as relações de poder e as ações políticas, e de como funcionam as instituições (imprensa, igrejas, sindicatos, prisões, escolas, academias, associações, hospitais), tanto de modo autônomo, como na inter-relação dinâmica dessas dimensões. Investiga também a história da formação das comunidades municipais, o cotidiano, as resistências, os movimentos sociais urbanos e rurais, a cultura política, as microrrelações de poder, as relações entre representações, conceitos e imaginário, nos espaços urbanos e rurais.

Linha 2: Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar conhecimentos, acerca das sociedades municipais, relacionados aos conceitos religiosidade, memória (individuais e coletivas), patrimônio cultural (material e imaterial). Bem como, pretende promover reflexões que articulem noções como representação, práticas culturais e visualidades, de forma interdisciplinar, envolvendo diferentes temporalidades e como objeto de reflexão e campo de intervenção.

Linha 1: Relações de poder, política e instituições

Linha 2: Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Estudos Transdisciplinares em História Social

Criado em 2002, formado por docentes, doutorandos e mestrandos de dois diferentes Programas de Pós-graduação da UNICAP, o acadêmico em Ciências da Religião (Mestrado e Doutorado) e o profissional em História (Mestrado). Reúne também, bolsistas voluntários de Iniciação Científica, orientandos dos pesquisadores.

Espelho do Grupo no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil - Lattes

Cactos – Núcleo Unicap de Estudos de Gênero

Tendo caráter interdisciplinar, objetiva promover o intercâmbio entre a Universidade, à comunidade e outras instituições, por meio de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão. Tem como finalidade principal viabilizar os meios institucionais, materiais e humanos para a realização de pesquisas e eventos na área dos Estudos de Gênero de interesse acadêmico e/ou comunitário.

Acesse aqui a página do Cactos.

Patrimônio Cultural de Ciência e Tecnologia em instituições de ensino e pesquisa de Pernambuco: musealização, preservação e descarte no século XX

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Ana Cláudia de Araújo Santos

Acompanhamento arqueológico nas obras de construção civil do Conjunto Habitacional do Pilar - Recife, PE

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Ana Lucia do Nascimento Oliveira

Ideias em tempo de guerra fria: circulações intelectuais, encontros e desencontros

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Diogo Arruda Carneiro da Cunha

A retórica da independência: panfletos, manuscritos, imprensa, diálogos, relatos, poesias e sermões em Pernambuco oitocentista

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Flávio José Gomes Cabral

Entre homens, rios e caranguejos: um estudo sobre as representações da cidade do Recife na obra de Josué de Castro (1932-1967)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Helder Remigio Amorim

O que os números dizem sobre mídia e democracia? Medindo e mapeando a concentração do mercado de TV na América Latina

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Juliano Mendonça Domingues da Silva

Festas, identidades e espaços públicos (1817 – 1859)

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Lídia Rafaela Nascimento dos Santos

Histórias desenhadas: memória e visualidade nas xilogravuras de J. Borges

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Maria do Rosário da Silva

Atar nós, estreitar laços: o tráfico de escravos e a política pernambucana (1820-1850)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Paulo Henrique Fontes Cadena

Políticas de institucionalização do patrimônio: Velhas e novas práticas de preservação

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Ricardo de Aguiar Pacheco

Petições e linguagem suplicante dos presos da província de Pernambuco durante o Império (1855-1889)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar

As narrativas do sagrado, suas comunidades, seus agentes, seus espaços e suas celebrações, na história da sociedade brasileira da época republicana

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral

Laboratório de Paleografia e Pesquisa Histórica (LAPAPESQ)

O LAPAPESQ dedica-se a atividades de diversas naturezas. No campo do ensino: aulas da graduação e pós-graduação em História; supervisão de monitoria, iniciação científica; reuniões: desenvolvimento de produções em mídia (áudio e audiovisual). No campo da pesquisa: coordenação, planejamento e orientação de Projetos de Pesquisa; desenvolvimento de produções bibliográficas e de divulgação acadêmicas. No campo da extensão: coordenação de projetos de extensão; desenvolvimento de sites e banco de dados das produções desenvolvidas; captação e edição em áudio e audiovisual relacionados aos Projetos em curso.


Publicações PPGH

2020

Instabilidades políticas em Pernambuco no tempo da Independência do Brasil (1817-1822)

Flávio José Gomes Cabral | Anos 90

2019

O conceito de informação imagética na Ciência da Informação: aproximações teórico-conceituais
Ana Claudia de Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves, Henry Pôncio Cruz de Oliveira | Em Questão

Comunicação Científica Visual: abordagens na Ciência da Informação
Ana Claudia de Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves | Encontros Bibli (UFSC)

Os documentos arqueológicos no Ensino de História: uma experiência através de jogos
Ana Lúcia do Nascimento Oliveira, Jonas Clevison Pereira de Melo Júnior | Antrope

Miguel Reale, pensador do político. Itinerário de um jurista de direita
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Insight Inteligencia

Uma “revolução conservadora”? O populismo como 'patologia da democracia' e o bolsonarismo em perspectiva histórica
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Revista Politica Hoje

Memórias e práticas culturais: a modernização do comércio de alimentos de uma cidade do Sertão de Pernambuco na década de 1970
Helder Remigio de Amorim | História Oral

Quando o tempo importa: continuidade e mudança em análise de políticas de comunicação
Juliano Mendonça Domingues da Silva | Alceu (Online)

Festas, disputas e mudanças políticas no Recife da época da Independência
Lídia Rafaela Nascimento dos Santos | Saeculum

A política como “arte de matar a vergonha”: o desembarque de Sirinhaém em 1855 e os últimos anos do tráfico para o Brasil
Marcus Joaquim Maciel de Carvalho, Paulo Henrique Fontes Cadena | Topoi (Rio de Janeiro)

A divisão do poder: Pedro de Araújo Lima, os irmãos Cavalcanti de Albuquerque e os Rego Barros entre Pernambuco e o Centro no século XIX
Paulo Henrique Fontes Cadena | Outros Tempos (Online)

"Que pedirás, oh senhora, que vos negue o bom Jesus?": culto mariano e epidemia de cólera no interior do Ceará (1855-1862)
Paulo Henrique Fontes Cadena, Jucieldo Ferreira Alexandre | Revista do NUPEM

Conjunto arquitetônico do Carmo do Recife: estudo da documentação do arquivo central do IPHAN
Ricardo de Aguiar Pacheco | Mosaico (Goiânia)

“O QUE QUEREMOS QUE NOSSAS RAPARIGAS SEJAM”: O boletim da Mocidade Portuguesa Feminina (1939-1947)
Walter Valdevino do Amaral | Caderno Espaço Feminino

 2018

Do lápis à lente: o texto visual de césar pinto sobre a esquistossomose
Ana Claudia Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves | História Unicap

A contribuição do Museu Elísio Caribé na valorização da preservação do patrimônio e educação junto às escolas do município de Belém do São Francisco-PE
Ana Lúcia Nascimento Oliveira, Marcos Antônio Alves de Vasconcelos | Revista Fênix

Educação patrimonial e relato de experiência: o achado de fósseis e a tentativa de preservação do sítio paleontológico lagoa do Peri-peri, em Lagoinha, região agreste de Pernambuco
Ana Lúcia do Nascimento Oliveira, Alexandre Bittencourt Leite Marques | Revista NOCTUA

Os estudos sobre os intelectuais brasileiros e os modelos franceses: constituição, problemas, abordagens, diálogos e historiografia
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | História Unicap

Os conceitos de democracia e revolução no pensamento autoritário de direita entre a ditadura do Estado Novo e o fim do regime militar
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Revista Política Hoje

Intelectuais conservadores e autoritarismo: a construção da memória dos heróis da Nação e a simbologia do patriotismo na Revista da Academia Brasileira de Letras (ABL) durante a ditadura militar brasileira
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Confluenze (Bologna)

Apagando o "império do despotismo até seus últimos vestígios"
Flavio Jose Gomes Cabral | Dimensões

O “Preciso” e a Retórica dos Revolucionários de 1817
Flavio José Gomes Cabral | Revista Crítica Histórica

Pesquisa aplicada em comunicação
Rebeca Nunes Guedes de Oliveira, Juliano Mendonça Domingues da Silva | Comunicação & Inovação (Online)

Os museus e a identidade das instituições no mundo contemporâneo
Ricardo de Aguiar Pacheco, Karoline Mery de Oliveira | História e Culturas

 2017

Entre o engenho e a ferrovia: uma história do centro do Cabo de Santo Agostinho, do surgimento à consolidação
John Kennedy Ferreira da Luz, Ana Lucia do Nascimento Oliveira | Revista Rural & Urbano

Sociabilidade, memórias e valores compartilhados: o cotidiano na Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Estudos Ibero-americanos

A linguagem política oitocentista: cartas, panfletos, versos e boatos no Norte da América portuguesa
Flavio José Gomes Cabral | Revista de História da Unisinos

Independências: os Estados Unidos e a República de Pernambuco de 1817
Flavio José Gomes Cabral | Locus (UFJF)

Em tempos de guerra: Josué de Castro e as políticas públicas de alimentação no Estado Novo
Helder Remigio de Amorim | Clio

“Arquivar a própria vida”: o acervo pessoal Josué de Castro como instrumento para a pesquisa histórica
Helder Remigio de Amorim | Interfaces Científicas - Humanas e Sociais

O jornalismo como forma de conhecimento e o desafio da propriedade dos meios de comunicação no Brasil
Marya Edwarda Souza Lapenda, Juliano Mendonça Domingues da Silva | Temática

Narrações afetivas: Ensaio sobre Sertão sem fronteiras: memórias de uma família sertaneja
Maria do Rosário da Silva | Campo da História

O patrimônio histórico: objeto de estudo do historiador
Ricardo de Aguiar Pacheco | História Unicap

Patrimônio cultural urbano: o tombamento do Mosteiro de são Bento de Olinda
Samara de Rezende Mariano, Ricardo de Aguiar Pacheco | Revista Rural & Urbano

Profissional de História: uma questão de identidade
Ricardo de Aguiar Pacheco, Herika Paes Rodrigues Viana | Fênix


Biblioteca Digital de Trabalhos de Conclusão

[+] Página Inicial

Biblioteca Digital de Dissertações

[+] Clique e acesse as Dissertações do PPGH

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações de outros PPGs da Unicap

[+] Clique e acesse aqui

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações por Áreas do CNPq

[+] Clique e acesse Teses e Dissertações por áreas

Biblioteca Central da Unicap

[+] Clique e acesse a página da Biblioteca


Registros fotográficos da história da medicina

O trabalho consiste em desenvolver ações de conservação preventiva e curativa, organização documental e pesquisa, para um conjunto de fotos e álbuns que referenciam uma diversidade de endemias no Estado de Pernambuco, nas décadas de 1950 e 1960. Visa-se ainda a disponibilização de informações referentes às práticas de saúde implementadas, além de incentivar a utilização da fotografia científica como documento e objeto de pesquisa.

Coordenadora: Profa. Dra. Ana Cláudia de Araújo Santos

Preservação do acervo documental Dom Helder Camara

O projeto tem como objetivo a organização e conservação do acervo preservado pelo Instituto Dom Helder Camara (IDHeC) e sua disponibilização à pesquisadores/as e à sociedade me geral. Nesse sentido, pretende-se catalogar e indexar os diversos tipos de documentos do acervo do IDHeC, no Sistema de Automação de Bibliotecas (SIABI) e produzir os meios adequados para o acondicionamento desses documentos. Contando com a Companhia Editora de Pernambuco (CEPE) como parceira para a digitalização e consulta do acervo através de sua página.

Coordenador: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral

Pré-Universitário Unicap

O projeto Pré-universitário Unicap objetiva, entre outros, ampliar as condições de acesso ao ensino superior para estudantes que estejam concluindo o Ensino Médio e/ou pessoas que já o tenham concluído. O desenvolvimento do projeto dar-se-á a partir da realização de atividades pedagógicas, em especial, de resolução de questões do ENEM e demais Vestibulares. Coordenado pela Profa. Dra. Flávia Tavares da Costa Ramos, tendo o professor Walter Amaral como supervisor na área de História.

Supervisor: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral


Os intercâmbios nacionais do PPGH-UNICAP são mais bem observados por meio da participação de seus/as docentes em grupos de pesquisa.

Desenvolvimento e Sociedade

Caracteriza-se por sua interdisciplinaridade e seu diálogo com a com graduação e pós-graduação. Desenvolvendo pesquisas e publicações sobre os eixos temáticos: análise iconográfica do discurso; educação ambiental e geração de renda; extensão rural e desenvolvimento local; gênero, ciência e educação; pesca e gênero; e, políticas e estratégias de comunicação. Este grupo de pesquisa é coordenado por Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão (UFRPE) e Ivan Pereira Leitão (UPE).

Integrante do PPGH: Ana Lucia do Nascimento Oliveira (UFRPE/UNICAP).

Direitas, História e Memória

Visa reunir pesquisadores em atuação em diferentes instituições cujos interesses, a partir de uma pluralidade temática, aproximam-se ao estudo das Direitas enquanto objeto de reflexão historiográfica e categoria analítica. Estimular um diálogo amplo e interdisciplinar acerca das Direitas é o principal objetivo do grupo, cujo escopo valorizará as perspectivas transnacionais, comparadas, estudos de caso, assim como suas dimensões políticas, culturais, econômicas e sociais. Tendo sua base de investigação na pareceria entre o LAHPS/UFJF com o NEC/UFF. O grupo de pesquisa é coordenado por Leandro Pereira Gonçalves e Janaína Martins Cordeiro (ambos da UFJF).

Integrante do PPGH: Diogo Arruda Carneiro da Cunha (UFPE/UNICAP).

GEPHISO - Grupo de Estudos e Pesquisas em História do Oitocentos

Tem por objetivo fomentar a discussão e produção historiográfica sobre o Brasil tendo como recorte cronológico o que se convencionou denominar de “longo século XIX”. Para isso, propõe reunir pesquisadores/as da graduação e pós-graduação da UFRPE, UFPE e UFRN, além de estabelecer diálogo com pesquisadores/as de outras IES do Brasil. O grupo de pesquisa é coordenado por Wellington Barbosa da Sila (UFRPE) e Suzana Cavani Rosas (UFPE).

Integrantes do PPGH: Flavio José Gomes Cabral, Paulo Henrique Fontes Cadena, Tiago da Silva Cesar (todos da UNICAP).

O Mundo Atlântico

Reúne pesquisadores/as que têm como princípio a ideia de que a história do Brasil colonial e imperial só pode compreendida no âmbito do universo Atlântico, entendido como um espaço histórico construído através da interação entre partes que o compreendem (América, África e Europa). Neste sentido, vem produzindo pesquisas, publicações e eventos acadêmicos. O grupo de pesquisa é coordenado por George Felix Cabral de Souza e Marcus Joaquim Maciel de Carvalho (ambos da UFPE).

Integrantes do PPGH: Lídia Rafaela Nascimento dos Santos e Paulo Henrique Fontes Cadena (ambos da UNICAP).

Núcleo de Pesquisas e Estudos em Gênero – NUPEGE

Reúne pesquisadores/as da graduação e pós-graduação de diferentes IES do país, que se propõem a trabalhar com a temática de gênero e diversidade, definindo para isso um programa de atividades como pesquisas, publicações e eventos acadêmicos, bem como, intercâmbios e parcerias com núcleos de pesquisa, ONGs e movimentos sociais. O grupo de pesquisa é coordenado por Alcileide Cabral do Nascimento (UFRPE) e Andréa Bandeira Silva de Farias (UPE).

Integrante do PPGH: Walter Valdevino do Amaral (UNICAP).


O PPGH vem desenvolvendo parecerias com instituições internacionais, as quais podem ser observadas a partir da participação de seus docentes em projetos de pesquisa, grupos de pesquisa e publicações.

CAPES-COFECUB, parceria entre a Universidade de Paris 3 e a Universidade Federal Fluminense

O Prof. Dr. Diogo Arruda Carneiro da Cunha integra a CAPES-COFECUB, parceria entre a Universidade de Paris 3 e a Universidade Federal Fluminense, previsto para o período 2019-2020. No Brasil quem lidera a equipe de pesquisadores é a Profa. Denise Rollemberg, e Olivier Compagnon na França. Essa parceria permite a distribuição de uma série de bolsas: sanduíches, pós-doc e estadias mais breves de três semanas para outros pesquisadores.

Histinéraires

O Prof. Dr. Helder Remigio de Amorim, a convite do historiador francês François Dosse, faz parte do projeto Histinéraires, desenvolvido pelo Institut d’histoire du temps présent (IHTP) com sede em Paris/França. O projeto tem por objetivo estudar as memórias de síntese das atividades científicas e das autorizações para realizar pesquisas sustentadas no campo da história desde o início da década de 1980 até os dias atuais. O qual, atualmente, aguarda resposta das agências francesas de financiamento de pesquisa para que seja estabelecido um cronograma que se constituirá em atividades realizadas no Brasil com a relatoria do Prof. Helder Remigio de Amorim.

Grupo de Estudios sobre la Historia de la Prisión y las Instituciones Punitivas, da Universidad de Castilla-La Mancha, Espanha

O Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar participa do Grupo de Estudios sobre la Historia de la Prisión y las Instituciones Punitivas (GEHPIP - com pesquisadores/as da UCLM, UCM, UPNA, UPV, UAB y New Delphi), com sede no Departamento de História da Universidad de Castilla-La Mancha (España), Facultad de Relaciones Laborales y Recursos Humanos del Campus de Albacete, o que de fato ocorreu em reunião do grupo celebrada presencialmente em Albacete, no dia 06/09/2019. O GEHPIP é um grupo de pesquisa interuniversitário e de caráter internacional que desenvolve projetos financiados pelo Ministerio de Economía y Competitividad, com referência HAR2016-75098-R.

História em Debate: Cultura, Intelectuais e Poder

O livro “História em Debate: Cultura, Intelectuais e Poder”, publicado pela editora Appris, organizado pelos professores Helder Remigio de Amorim, Flavio José Gomes Cabral, Tiago da Silva Cesar e Diogo Arruda Carneiro da Cunha, consta com os capítulos “O imaginário social como motor da História em Ricœur e Castoriadis” (do historiador francês François Dosse) e “Engenheiros, agrônomos e as políticas das secas no Sertão nordestino, 1919-1959” (da historiadora norte-americana Eve Elizabeth Buckley).

Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos

O livro “Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos”, publicado pela editora Appris, organizado pelos professores Pedro Oliver Olmo (Universidad de Castilla-La Mancha), Tiago da Silva Cesar (UNICAP) e Marcos Luiz Bretas (UFRJ), consta com os capítulos “A história social das instituições punitivas como tendência historiográfica” (do historiador espanhol Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos) e “A influência dos modelos jurídicos franceses e ingleses no júri popular brasileiro (1789-1824)” (do historiador belga Emmanuel Berger).


4ª turma – 2020

  • Adísio Genú de Freitas Júnior
  • Aguinaldo de Melo Elias
  • Deane Soares Figueirêdo
  • Euclebson Cruz de Barros
  • George Wagner Andrade
  • Itala Silvana de Oliveira Paes Barreto
  • Ivan da Silva Oliveira
  • Ivonete Barreto da Silva
  • Jacyara Mariz de Moraes
  • Janderson Teles Alves
  • Joselma Maria Santana Correia de Souza
  • Juliane Maria Nery de Souza Duque
  • Júlio César Lima Fernandes
  • Lécio Cordeiro de Souza
  • Marcia Arlinda da Silva
  • Maria Cristina Lins de Oliveira Mello
  • Maria Eduarda Rodrigues Antunes
  • Pedro Jorge Coutinho Guerra
  • Rubem de Mesquita Valadares
  • Saulo Vilar de Campos Silva
  • Sérgio Villarim Alves da Silva
  • Simone de Siqueira Campos Rebouças
  • Vicente Paulino de Lima Neto
  • William Gama da Silva

Perfil do Egresso

O Mestrado Profissional em História objetiva contribuir para que os futuros mestres dominem a operação historiográfica, no sentido de produzir conhecimento em História que possam ser apresentados a partir de outros tipos de formatos que não apenas o historiográfico, e que estejam habilitados para atividades profissionais que demandem a pesquisa e o ensino em História.

Acompanhamento de Egressos

Desde 2020, o PPGH-UNICAP possui uma comissão permanente de acompanhamento de egressos, responsável por sistematizar as informações coletadas. Portanto, cabe a esta comissão realizar a coleta de novas informações e a atualização das já existentes – por meio de consulta a Plataforma Lattes, e-mails e redes sociais – das atividades e empregabilidade dos egressos.

Ressaltamos que, a primeira turma do Programa é de 2017, motivo pelo qual as primeiras defesas se deram em 2019. Contudo, mesmo diante desse curto período, para aquilatar o efetivo papel dos egressos, destacamos que: três já ingressaram em cursos de doutorados, sendo um em História na Universidade do Porto (Portugal) e dois em Ciências da Religião na Universidade Católica de Pernambuco. Ressaltamos ainda, que outros estão atuando em escolas, arquivos, museus e secretarias de educação.

Comissão de Egressos

  • Lídia Rafaela Nascimento dos Santos
  • Maria do Rosário da Silva
  • Paulo Henrique Fontes Cadena
  • Tiago da Silva Cesar
  • Walter Valdevino do Amaral

Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Lattes | E-mail

Secretaria

  • Cleyton Romulo Lopes da Silva
  • Danielle Mendes de Oliveira França
  • Eliene Fabrício de Moraes Sarmento
  • Isabela Cristina do Monte Nunes
  • Karla Cristina Nóbrega de Menezes
  • Sérgio de Araújo Wanderley

Editor Portal de Periódicos

  • MSc. Mariano Vicente da Silva Filho

Assecom

  • Paula Lousada
  • MSc. Francisco Secchin, SJ

DTI

  • Edmilson Carvalho

Alunos Especiais e Alunos Ouvintes
 

Admissão extrasseleção, para aluno especial ou aluno ouvinte e aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

A Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, no uso de suas atribuições, e de acordo com o Regimento da Pós-graduação Stricto Sensu, no que concerne à Regulamentação de matrícula de alunos da Pós-graduação, estabelece:

Aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

Aluno Vinculado é aquele efetivamente matriculado em Curso de Mestrado/Doutorado em Instituição de Ensino Superior, aprovado pela CAPES, que deseje cursar disciplina em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o nº de Alunos Vinculados por disciplina é decisão da Coordenação da Pós-graduação Stricto Sensu, ouvido o Coordenador do Programa em questão,
  • o aluno deverá apresentar no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF, Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação;
  • o aluno deverá pagar por cada disciplina, a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Aluno especial e Aluno ouvinte

Aluno Especial ou Aluno Ouvinte é aquele aluno que não está vinculado a nenhum Programa de Mestrado/Doutorado e deseja cursar disciplinas em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o n° de Alunos Especiais é decisão da Coordenação Geral de Pós-graduação, ouvido o Coordenador do Programa em questão;
  • o aluno deverá apresentar, no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF. Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação:
  • o aluno deverá pagar, por cada disciplina a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Obs.:  O  Aluno Especial  poderá aproveitar, nos Programas de Pós-graduação da UNICAP, os créditos cursados na disciplina, desde que até o prazo de 5 anos, levando em conta a quantidade de créditos que o Programa aceita dentro desta modalidade (geralmente são 8 créditos). O Aluno Ouvinte não poderá aproveitar a disciplina cursada para compor créditos nos Programas de Pós-graduação.

 

Inscrições:

Devido o momento da Pandemia da COVID-19, todo o processo de inscrição estará sendo através do envio da documentação solicitada e do requerimento para o e-mail: secretariastrictosensu@unicap.br, no período de 18/01/2021 a 19/02/2021.

 

Requerimentos:

- Aluno Especial (Clicar aqui)

- Aluno Ouvinte (Clicar aqui)

 

Valor por disciplina:

- Valor por disciplina (Clicar aqui


Fale Conosco

Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 17h

Local
Rua Almeida Cunha, 245. bloco G4, térreo
Boa Vista, Recife/PE.
CEP: 50.050-480

Fone (também Whatsapp)

(81) 99146-6993

E-mails
secretariastrictosensu@unicap.br e ppgh@unicap.br

 


Processo Seletivo 2021

  1. Edital Admissão Mestrado em História (Atualizado em 22/01/2021)
  2. Clique aqui para fazer sua pré-inscrição
  3. Ficha de Inscrição – Mestrado
  4. Requerimento

Obs.:  A Secretaria da Stricto Sensu informa que os documentos solicitados, nos Editais de Seleção 2021, com o reconhecimento de firma/autenticação, serão necessários, apenas, no ato da entrega presencial, na Secretaria, devido a Era Pandêmica. Para o momento atual, os documentos apenas precisam ser digitalizados e encaminhados para o e-mail indicado nos Editais.

Poderão candidatar-se ao Curso de Mestrado Profissional em História portadores de diplomas de graduação, desde que reconhecidos pelos órgãos federais competentes, uma vez na área de história a interdisciplinaridade é considerada inerente as diversas áreas de concentração e linhas de pesquisa. É exigida a apresentação de um projeto de pesquisa pertinente às linhas de pesquisa oferecidas pelo Programa.

Os candidatos à seleção deverão apresentar os documentos citados a seguir.

Cópias legíveis, acompanhadas de originais para conferência

  1. RG e CPF;
  2. certidão de nascimento/casamento ou certidão com averbação de divórcio;
  3. título de eleitor com comprovante da última eleição;
  4. certificado de quitação com o serviço militar;
  5. diploma, devidamente registrado em órgão competente, ou certificado de conclusão da graduação;
  6. histórico escolar da graduação.

Originais

  1. Uma foto 3X4 colorida e recente;
  2. requerimento justificando o interesse pelo curso e pela linha de pesquisa;
  3. projeto de pesquisa (proposta preliminar);
  4. curriculum vitae cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq (www.cnpq.br), devendo o candidato entregar cópia da documentação comprobatória;
  5. cópia do comprovante da inscrição;
  6. comprovante do pagamento da taxa de inscrição.

Processo Seletivo

A seleção dos candidatos para o Curso de Mestrado Profissional em História será realizada por uma Comissão de Seleção designada pelo Colegiado e homologada pela Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação através de portaria, e constará de:

  1. prova escrita com base na bibliografia indicada no Edital (eliminatória);
  2. análise do Projeto de Pesquisa;
  3. avaliação do Currículo Lattes;
  4. entrevista com os candidatos que obtiverem nota 7,0 (sete) na prova escrita;
  5. exame de proficiência de língua estrangeira (inglês, francês, italiano ou espanhol) através de teste de compreensão de textos escritos.

Ao aluno que não tiver obtido nota igual ou superior a 7,0 (sete), no exame de proficiência em língua estrangeira, na seleção, será dada uma nova oportunidade até 12 (doze) meses após o período de seleção, ou o cumprimento de disciplina em Língua Estrangeira Instrumental na UNICAP, por um semestre, sendo aprovado com o mínimo de 7,0 (sete); caso seja reprovado, o aluno não terá direito a prosseguir no Curso.

Formulário de Inscrição


Nos dias 15 e 16/03/2021 serão realizadas as matrículas e as alterações de matrículas do primeiro semestre de 2021, do Programa de Pós-graduação em História.

Para realização da matrícula ou alteração, deve ser encaminhado para o e-mail: sec.ppgh@unicap.br, colocando no assunto: "MATRÍCULA 2021.1"; para a realização de matrícula, deve anexar o requerimento de matrícula e a comprovação de atualização do Currículo Lattes (atualizado em março/2021). Para a realização de alteração de matrícula dever encaminhar para o mesmo e-mail, colocando no a assunto "ALTERAÇÃO DE MATRÍCULA 2021.1", deve anexar o requerimento de alteração de matrícula.

- Requerimento de Matrícula (Clicar aqui)

- Requerimento de Alteração de Matrícula (Clicar aqui)

 

Obs.: Para alteração de matrícula deve marcar o item 03 e na área de observações, incluir o texto: "Solicito INCLUIR ou EXCLUIR a DISCIPLINA ou SEMINÁRIO e colocar o CÓDIGO e NOME da DISCIPLINA ou SEMINÁRIO. O mesmo requerimento pode ser feito para mais de uma disciplina ou seminário, desde que haja o mesmo texto para cada disciplina ou seminário, de forma separa.


Devido a Pandemia do COVID-19 a Secretaria dos Cursos "Stricto Sensu" está adotando novos critérios para o recebimento da versão final das Dissertações.

- Orientações Gerais (Clicar aqui)

- Atualização de Cadastro (Clicar aqui)

- Termo de Autorização para Biblioteca (Clicar aqui)

- Solicitação de Diploma (Clicar aqui)