História (PPGH)

ícone professor

Corpo Docente

ícone grupo de pesquisa

Grupos de Pesquisa

ícone serviço a comunidade

Serviço a Comunidade

ícone galeria de fotos

O Programa


O Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em História, com área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, é destinado a portadores de diplomas de graduação em qualquer área do conhecimento, outorgados por Instituições de Ensino Superior e reconhecidos pelo Ministério de Educação e Cultura.

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

Área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, subdividida em duas linhas de pesquisa.

Relações de poder, política e instituições

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar – por meio do ensino, da pesquisa e das novas mídias -, o conhecimento de como, desde as sociedades municipais, articulam-se as relações de poder e as ações políticas, e de como funcionam as instituições (imprensa, igrejas, sindicatos, prisões, escolas, academias, associações, hospitais), tanto de modo autônomo, como na inter-relação dinâmica dessas dimensões. Investiga também a história da formação das comunidades municipais, o cotidiano, as resistências, os movimentos sociais urbanos e rurais, a cultura política, as microrrelações de poder, as relações entre representações, conceitos e imaginário, nos espaços urbanos e rurais.

Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar conhecimentos, acerca das sociedades municipais, relacionados aos conceitos religiosidade, memória (individuais e coletivas), patrimônio cultural (material e imaterial). Bem como, pretende promover reflexões que articulem noções como representação, práticas culturais e visualidades, de forma interdisciplinar, envolvendo diferentes temporalidades e como objeto de reflexão e campo de intervenção.

Objetivos

Geral

O PPGH tem como objetivo geral formar profissionais para a produção e socialização de conhecimento histórico avançado e inovador, com ênfase em estudos no âmbito da História, Cultura e Memórias Municipais, de modo que mobilizem instrumentais teóricos, metodológicos e práticos consistentes e atualizados, compatíveis com a excelência universitária, a fim de se poder atuar em instituições privadas e públicas, como instituições de ensino (do básico ao superior), centros de documentação, museus e espaços culturais, como curadores, organizadores e promotores de atividades relacionadas à produção de conhecimento em História.

Específicos

  • Formar profissionais capacitados a atuar em instituições privadas e públicas de âmbito municipal e regional, como centros de documentação, museus e espaços culturais, como curadores, organizadores e promotores de atividades relacionadas à produção e ensino da história.
  • Formar profissionais capazes, enquanto docentes e formadores de docentes, de supervisionar a transmissão do conhecimento, nas escolas públicas e privadas, através de um ensino de história acorde com o uso didático-pedagógico de novas mídias e tecnologias.
  • Formar profissionais capacitados para desenvolver pesquisas inovadoras que busquem criar produtos para a área do ensino da história e da proposição e operacionalização de políticas públicas voltadas à conservação do patrimônio histórico, artístico e cultural das comunidades municipais.

Créditos e Duração do curso

O Mestrado em História da Universidade Católica de Pernambuco tem duração de 24 meses, período que devem ser integralizados com o mínimo de 27 créditos, sendo 18 em disciplinas (2 obrigatórias e 04 optativas), 3 créditos em atividades supervisionadas e 6 em trabalho de elaboração da dissertação. Confira os 27 créditos como demonstrado abaixo:

  • Disciplinas obrigatórias: 6 créditos;
  • Disciplinas optativas: 12 créditos;
  • Atividades supervisionadas: 3 créditos;
  • Trabalho de Conclusão de Curso: 6 créditos.

Disciplinas obrigatórias (03 créditos)

  • PHI6101 – Teoria e metodologia da pesquisa em História
  • PHI6102 – Historiografia e história regional e local

 Disciplinas optativas (03 créditos)

  • PHI6201     História urbana contemporânea
  • PHI6202     Escravidão, abolição e pós-abolição – debates historiográficos e experiências de pesquisa
  • PHI6203     Cidade e campo: aspectos do patrimônio cultural e da memória local
  • PHI6204     Análise institucional e institucionalismo histórico
  • PHI6205     História ambiental
  • PHI6206     Tópicos especiais de história administrativa do Brasil
  • PHI6207     História das instituições punitivas e de controle social
  • PHI6208     Educação, memória e patrimônio histórico
  • PHI6209     História e cultura indígena
  • PHI6210     História dos intelectuais e das elites culturais: historiografia, metodologia e categorias de análise
  • PHI6211     Tratamento e organização de acervo documental
  • PHI6212     Movimentos sociais, cultura política e relações de poder
  • PHI6213     Iconografia como fonte histórica
  • PHI6214     Planejamento e concepção de exposições museológicas
  • PHI6217     Seminário de dissertação

 Seminários (1 crédito)

  • PHI6215 – Relações de poder, política e instituições
  • PHI6216 – Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Permanentes

Colaborador

Confira a oferta de Disciplinas e seminários oferecidos no semestre 2021.1


Presidente/Chanceler

Pe. Mieczyslaw Smyda, S.J.
Provincial dos Jesuítas do Brasil

Reitor

Prof. Dr. Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira, S.J.

Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação

Profa. Dra. Valdenice José Raimundo

Coordenadora de Pós-graduação

Profa. Dra. Roberta Varginha Ramos Caiado

Coordenador de Pesquisa

Prof. Dr. Dario Brito Rocha Júnior

Coordenador do PPGH

Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar
Telefone: 2119-4258
E-mail: tiago.cesar@unicap.br
Bloco G4, 8º andar, setor D.

Secretaria Stricto Sensu (mestrado)

Rua Almeida Cunha, 245.
Bloco G4, térreo.
Boa Vista, Recife-PE.
CEP: 50.050-480. Tel. (81) 99146-6993 / 2119-4368 |  Email: secretariastrictosensu@unicap.br.  

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, de 8h às 21h

Requerimentos

Os mestrados e doutorados profissionais não recebem auxílio ou bolsas governamentais. Diante disso e procurando atender a essa demanda, a UNICAP, junto à Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação, está atualmente definindo uma forma de concessão de uma bolsa para o PPGH, por meio da Fundação Antônio dos Santos Abranches (FASA). 

Os interessados em reconhecimento de Diploma devem tomar conhecimento das orientações abaixo e procurar diretamente a Secretaria da Pós-graduação.

Orientações para reconhecimento de Diploma 


Área de concentração em História, Cultura e Memórias Municipais, subdividida em duas linhas de pesquisa.

Linha 1: Relações de poder, política e instituições

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar – por meio do ensino, da pesquisa e das novas mídias -, o conhecimento de como, desde as sociedades municipais, articulam-se as relações de poder e as ações políticas, e de como funcionam as instituições (imprensa, igrejas, sindicatos, prisões, escolas, academias, associações, hospitais), tanto de modo autônomo, como na inter-relação dinâmica dessas dimensões. Investiga também a história da formação das comunidades municipais, o cotidiano, as resistências, os movimentos sociais urbanos e rurais, a cultura política, as microrrelações de poder, as relações entre representações, conceitos e imaginário, nos espaços urbanos e rurais.

Linha 2: Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Esta linha de pesquisa procura investigar, produzir e socializar conhecimentos, acerca das sociedades municipais, relacionados aos conceitos religiosidade, memória (individuais e coletivas), patrimônio cultural (material e imaterial). Bem como, pretende promover reflexões que articulem noções como representação, práticas culturais e visualidades, de forma interdisciplinar, envolvendo diferentes temporalidades e como objeto de reflexão e campo de intervenção.

Linha 1: Relações de poder, política e instituições

Linha 2: Sociedades, Trabalho, Cultura e Memória

Estudos Transdisciplinares em História Social

Criado em 2002, formado por docentes, doutorandos e mestrandos de dois diferentes Programas de Pós-graduação da UNICAP, o acadêmico em Ciências da Religião (Mestrado e Doutorado) e o profissional em História (Mestrado). Reúne também, bolsistas voluntários de Iniciação Científica, orientandos dos pesquisadores.

Espelho do Grupo no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil - Lattes

Cactos – Núcleo Unicap de Estudos de Gênero

Tendo caráter interdisciplinar, objetiva promover o intercâmbio entre a Universidade, à comunidade e outras instituições, por meio de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão. Tem como finalidade principal viabilizar os meios institucionais, materiais e humanos para a realização de pesquisas e eventos na área dos Estudos de Gênero de interesse acadêmico e/ou comunitário.

Acesse aqui a página do Cactos.

Patrimônio Cultural de Ciência e Tecnologia em instituições de ensino e pesquisa de Pernambuco: musealização, preservação e descarte no século XX

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Ana Cláudia de Araújo Santos

Acompanhamento arqueológico nas obras de construção civil do Conjunto Habitacional do Pilar - Recife, PE

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Ana Lucia do Nascimento Oliveira

Ideias em tempo de guerra fria: circulações intelectuais, encontros e desencontros

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Diogo Arruda Carneiro da Cunha

A retórica da independência: panfletos, manuscritos, imprensa, diálogos, relatos, poesias e sermões em Pernambuco oitocentista

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Flávio José Gomes Cabral

Entre homens, rios e caranguejos: um estudo sobre as representações da cidade do Recife na obra de Josué de Castro (1932-1967)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Helder Remigio Amorim

O que os números dizem sobre mídia e democracia? Medindo e mapeando a concentração do mercado de TV na América Latina

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Juliano Mendonça Domingues da Silva

Festas, identidades e espaços públicos (1817 – 1859)

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Lídia Rafaela Nascimento dos Santos

Histórias desenhadas: memória e visualidade nas xilogravuras de J. Borges

  • Pesquisadora responsável: Profa. Dra. Maria do Rosário da Silva

Atar nós, estreitar laços: o tráfico de escravos e a política pernambucana (1820-1850)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Paulo Henrique Fontes Cadena

Políticas de institucionalização do patrimônio: Velhas e novas práticas de preservação

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Ricardo de Aguiar Pacheco

Petições e linguagem suplicante dos presos da província de Pernambuco durante o Império (1855-1889)

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar

As narrativas do sagrado, suas comunidades, seus agentes, seus espaços e suas celebrações, na história da sociedade brasileira da época republicana

  • Pesquisador responsável: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral

Laboratório de Paleografia e Pesquisa Histórica (LAPAPESQ)

O LAPAPESQ dedica-se a atividades de diversas naturezas. No campo do ensino: aulas da graduação e pós-graduação em História; supervisão de monitoria, iniciação científica; reuniões: desenvolvimento de produções em mídia (áudio e audiovisual). No campo da pesquisa: coordenação, planejamento e orientação de Projetos de Pesquisa; desenvolvimento de produções bibliográficas e de divulgação acadêmicas. No campo da extensão: coordenação de projetos de extensão; desenvolvimento de sites e banco de dados das produções desenvolvidas; captação e edição em áudio e audiovisual relacionados aos Projetos em curso.


Publicações PPGH

2020

Instabilidades políticas em Pernambuco no tempo da Independência do Brasil (1817-1822)

Flávio José Gomes Cabral | Anos 90

2019

O conceito de informação imagética na Ciência da Informação: aproximações teórico-conceituais
Ana Claudia de Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves, Henry Pôncio Cruz de Oliveira | Em Questão

Comunicação Científica Visual: abordagens na Ciência da Informação
Ana Claudia de Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves | Encontros Bibli (UFSC)

Os documentos arqueológicos no Ensino de História: uma experiência através de jogos
Ana Lúcia do Nascimento Oliveira, Jonas Clevison Pereira de Melo Júnior | Antrope

Miguel Reale, pensador do político. Itinerário de um jurista de direita
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Insight Inteligencia

Uma “revolução conservadora”? O populismo como 'patologia da democracia' e o bolsonarismo em perspectiva histórica
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Revista Politica Hoje

Memórias e práticas culturais: a modernização do comércio de alimentos de uma cidade do Sertão de Pernambuco na década de 1970
Helder Remigio de Amorim | História Oral

Quando o tempo importa: continuidade e mudança em análise de políticas de comunicação
Juliano Mendonça Domingues da Silva | Alceu (Online)

Festas, disputas e mudanças políticas no Recife da época da Independência
Lídia Rafaela Nascimento dos Santos | Saeculum

A política como “arte de matar a vergonha”: o desembarque de Sirinhaém em 1855 e os últimos anos do tráfico para o Brasil
Marcus Joaquim Maciel de Carvalho, Paulo Henrique Fontes Cadena | Topoi (Rio de Janeiro)

A divisão do poder: Pedro de Araújo Lima, os irmãos Cavalcanti de Albuquerque e os Rego Barros entre Pernambuco e o Centro no século XIX
Paulo Henrique Fontes Cadena | Outros Tempos (Online)

"Que pedirás, oh senhora, que vos negue o bom Jesus?": culto mariano e epidemia de cólera no interior do Ceará (1855-1862)
Paulo Henrique Fontes Cadena, Jucieldo Ferreira Alexandre | Revista do NUPEM

Conjunto arquitetônico do Carmo do Recife: estudo da documentação do arquivo central do IPHAN
Ricardo de Aguiar Pacheco | Mosaico (Goiânia)

“O QUE QUEREMOS QUE NOSSAS RAPARIGAS SEJAM”: O boletim da Mocidade Portuguesa Feminina (1939-1947)
Walter Valdevino do Amaral | Caderno Espaço Feminino

 2018

Do lápis à lente: o texto visual de césar pinto sobre a esquistossomose
Ana Claudia Araújo Santos, Edvaldo Carvalho Alves | História Unicap

A contribuição do Museu Elísio Caribé na valorização da preservação do patrimônio e educação junto às escolas do município de Belém do São Francisco-PE
Ana Lúcia Nascimento Oliveira, Marcos Antônio Alves de Vasconcelos | Revista Fênix

Educação patrimonial e relato de experiência: o achado de fósseis e a tentativa de preservação do sítio paleontológico lagoa do Peri-peri, em Lagoinha, região agreste de Pernambuco
Ana Lúcia do Nascimento Oliveira, Alexandre Bittencourt Leite Marques | Revista NOCTUA

Os estudos sobre os intelectuais brasileiros e os modelos franceses: constituição, problemas, abordagens, diálogos e historiografia
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | História Unicap

Os conceitos de democracia e revolução no pensamento autoritário de direita entre a ditadura do Estado Novo e o fim do regime militar
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Revista Política Hoje

Intelectuais conservadores e autoritarismo: a construção da memória dos heróis da Nação e a simbologia do patriotismo na Revista da Academia Brasileira de Letras (ABL) durante a ditadura militar brasileira
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Confluenze (Bologna)

Apagando o "império do despotismo até seus últimos vestígios"
Flavio Jose Gomes Cabral | Dimensões

O “Preciso” e a Retórica dos Revolucionários de 1817
Flavio José Gomes Cabral | Revista Crítica Histórica

Pesquisa aplicada em comunicação
Rebeca Nunes Guedes de Oliveira, Juliano Mendonça Domingues da Silva | Comunicação & Inovação (Online)

Os museus e a identidade das instituições no mundo contemporâneo
Ricardo de Aguiar Pacheco, Karoline Mery de Oliveira | História e Culturas

 2017

Entre o engenho e a ferrovia: uma história do centro do Cabo de Santo Agostinho, do surgimento à consolidação
John Kennedy Ferreira da Luz, Ana Lucia do Nascimento Oliveira | Revista Rural & Urbano

Sociabilidade, memórias e valores compartilhados: o cotidiano na Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar
Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Estudos Ibero-americanos

A linguagem política oitocentista: cartas, panfletos, versos e boatos no Norte da América portuguesa
Flavio José Gomes Cabral | Revista de História da Unisinos

Independências: os Estados Unidos e a República de Pernambuco de 1817
Flavio José Gomes Cabral | Locus (UFJF)

Em tempos de guerra: Josué de Castro e as políticas públicas de alimentação no Estado Novo
Helder Remigio de Amorim | Clio

“Arquivar a própria vida”: o acervo pessoal Josué de Castro como instrumento para a pesquisa histórica
Helder Remigio de Amorim | Interfaces Científicas - Humanas e Sociais

O jornalismo como forma de conhecimento e o desafio da propriedade dos meios de comunicação no Brasil
Marya Edwarda Souza Lapenda, Juliano Mendonça Domingues da Silva | Temática

Narrações afetivas: Ensaio sobre Sertão sem fronteiras: memórias de uma família sertaneja
Maria do Rosário da Silva | Campo da História

O patrimônio histórico: objeto de estudo do historiador
Ricardo de Aguiar Pacheco | História Unicap

Patrimônio cultural urbano: o tombamento do Mosteiro de são Bento de Olinda
Samara de Rezende Mariano, Ricardo de Aguiar Pacheco | Revista Rural & Urbano

Profissional de História: uma questão de identidade
Ricardo de Aguiar Pacheco, Herika Paes Rodrigues Viana | Fênix


Biblioteca Digital de Trabalhos de Conclusão

[+] Página Inicial

Biblioteca Digital de Dissertações

[+] Clique e acesse as Dissertações do PPGH

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações de outros PPGs da Unicap

[+] Clique e acesse aqui

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações por Áreas do CNPq

[+] Clique e acesse Teses e Dissertações por áreas

Biblioteca Central da Unicap

[+] Clique e acesse a página da Biblioteca


Registros fotográficos da história da medicina

O trabalho consiste em desenvolver ações de conservação preventiva e curativa, organização documental e pesquisa, para um conjunto de fotos e álbuns que referenciam uma diversidade de endemias no Estado de Pernambuco, nas décadas de 1950 e 1960. Visa-se ainda a disponibilização de informações referentes às práticas de saúde implementadas, além de incentivar a utilização da fotografia científica como documento e objeto de pesquisa.

Coordenadora: Profa. Dra. Ana Cláudia de Araújo Santos

Preservação do acervo documental Dom Helder Camara

O projeto tem como objetivo a organização e conservação do acervo preservado pelo Instituto Dom Helder Camara (IDHeC) e sua disponibilização à pesquisadores/as e à sociedade me geral. Nesse sentido, pretende-se catalogar e indexar os diversos tipos de documentos do acervo do IDHeC, no Sistema de Automação de Bibliotecas (SIABI) e produzir os meios adequados para o acondicionamento desses documentos. Contando com a Companhia Editora de Pernambuco (CEPE) como parceira para a digitalização e consulta do acervo através de sua página.

Coordenador: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral

Pré-Universitário Unicap

O projeto Pré-universitário Unicap objetiva, entre outros, ampliar as condições de acesso ao ensino superior para estudantes que estejam concluindo o Ensino Médio e/ou pessoas que já o tenham concluído. O desenvolvimento do projeto dar-se-á a partir da realização de atividades pedagógicas, em especial, de resolução de questões do ENEM e demais Vestibulares. Coordenado pela Profa. Dra. Flávia Tavares da Costa Ramos, tendo o professor Walter Amaral como supervisor na área de História.

Supervisor: Prof. Dr. Walter Valdevino do Amaral


Os intercâmbios nacionais do PPGH-UNICAP são mais bem observados por meio da participação de seus/as docentes em grupos de pesquisa.

Desenvolvimento e Sociedade

Caracteriza-se por sua interdisciplinaridade e seu diálogo com a com graduação e pós-graduação. Desenvolvendo pesquisas e publicações sobre os eixos temáticos: análise iconográfica do discurso; educação ambiental e geração de renda; extensão rural e desenvolvimento local; gênero, ciência e educação; pesca e gênero; e, políticas e estratégias de comunicação. Este grupo de pesquisa é coordenado por Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão (UFRPE) e Ivan Pereira Leitão (UPE).

Integrante do PPGH: Ana Lucia do Nascimento Oliveira (UFRPE/UNICAP).

Direitas, História e Memória

Visa reunir pesquisadores em atuação em diferentes instituições cujos interesses, a partir de uma pluralidade temática, aproximam-se ao estudo das Direitas enquanto objeto de reflexão historiográfica e categoria analítica. Estimular um diálogo amplo e interdisciplinar acerca das Direitas é o principal objetivo do grupo, cujo escopo valorizará as perspectivas transnacionais, comparadas, estudos de caso, assim como suas dimensões políticas, culturais, econômicas e sociais. Tendo sua base de investigação na pareceria entre o LAHPS/UFJF com o NEC/UFF. O grupo de pesquisa é coordenado por Leandro Pereira Gonçalves e Janaína Martins Cordeiro (ambos da UFJF).

Integrante do PPGH: Diogo Arruda Carneiro da Cunha (UFPE/UNICAP).

GEPHISO - Grupo de Estudos e Pesquisas em História do Oitocentos

Tem por objetivo fomentar a discussão e produção historiográfica sobre o Brasil tendo como recorte cronológico o que se convencionou denominar de “longo século XIX”. Para isso, propõe reunir pesquisadores/as da graduação e pós-graduação da UFRPE, UFPE e UFRN, além de estabelecer diálogo com pesquisadores/as de outras IES do Brasil. O grupo de pesquisa é coordenado por Wellington Barbosa da Sila (UFRPE) e Suzana Cavani Rosas (UFPE).

Integrantes do PPGH: Flavio José Gomes Cabral, Paulo Henrique Fontes Cadena, Tiago da Silva Cesar (todos da UNICAP).

O Mundo Atlântico

Reúne pesquisadores/as que têm como princípio a ideia de que a história do Brasil colonial e imperial só pode compreendida no âmbito do universo Atlântico, entendido como um espaço histórico construído através da interação entre partes que o compreendem (América, África e Europa). Neste sentido, vem produzindo pesquisas, publicações e eventos acadêmicos. O grupo de pesquisa é coordenado por George Felix Cabral de Souza e Marcus Joaquim Maciel de Carvalho (ambos da UFPE).

Integrantes do PPGH: Lídia Rafaela Nascimento dos Santos e Paulo Henrique Fontes Cadena (ambos da UNICAP).

Núcleo de Pesquisas e Estudos em Gênero – NUPEGE

Reúne pesquisadores/as da graduação e pós-graduação de diferentes IES do país, que se propõem a trabalhar com a temática de gênero e diversidade, definindo para isso um programa de atividades como pesquisas, publicações e eventos acadêmicos, bem como, intercâmbios e parcerias com núcleos de pesquisa, ONGs e movimentos sociais. O grupo de pesquisa é coordenado por Alcileide Cabral do Nascimento (UFRPE) e Andréa Bandeira Silva de Farias (UPE).

Integrante do PPGH: Walter Valdevino do Amaral (UNICAP).


O PPGH vem desenvolvendo parecerias com instituições internacionais, as quais podem ser observadas a partir da participação de seus docentes em projetos de pesquisa, grupos de pesquisa e publicações.

CAPES-COFECUB, parceria entre a Universidade de Paris 3 e a Universidade Federal Fluminense

O Prof. Dr. Diogo Arruda Carneiro da Cunha integra a CAPES-COFECUB, parceria entre a Universidade de Paris 3 e a Universidade Federal Fluminense, previsto para o período 2019-2020. No Brasil quem lidera a equipe de pesquisadores é a Profa. Denise Rollemberg, e Olivier Compagnon na França. Essa parceria permite a distribuição de uma série de bolsas: sanduíches, pós-doc e estadias mais breves de três semanas para outros pesquisadores.

Histinéraires

O Prof. Dr. Helder Remigio de Amorim, a convite do historiador francês François Dosse, faz parte do projeto Histinéraires, desenvolvido pelo Institut d’histoire du temps présent (IHTP) com sede em Paris/França. O projeto tem por objetivo estudar as memórias de síntese das atividades científicas e das autorizações para realizar pesquisas sustentadas no campo da história desde o início da década de 1980 até os dias atuais. O qual, atualmente, aguarda resposta das agências francesas de financiamento de pesquisa para que seja estabelecido um cronograma que se constituirá em atividades realizadas no Brasil com a relatoria do Prof. Helder Remigio de Amorim.

Grupo de Estudios sobre la Historia de la Prisión y las Instituciones Punitivas, da Universidad de Castilla-La Mancha, Espanha

O Prof. Dr. Tiago da Silva Cesar participa do Grupo de Estudios sobre la Historia de la Prisión y las Instituciones Punitivas (GEHPIP - com pesquisadores/as da UCLM, UCM, UPNA, UPV, UAB y New Delphi), com sede no Departamento de História da Universidad de Castilla-La Mancha (España), Facultad de Relaciones Laborales y Recursos Humanos del Campus de Albacete, o que de fato ocorreu em reunião do grupo celebrada presencialmente em Albacete, no dia 06/09/2019. O GEHPIP é um grupo de pesquisa interuniversitário e de caráter internacional que desenvolve projetos financiados pelo Ministerio de Economía y Competitividad, com referência HAR2016-75098-R.

História em Debate: Cultura, Intelectuais e Poder

O livro “História em Debate: Cultura, Intelectuais e Poder”, publicado pela editora Appris, organizado pelos professores Helder Remigio de Amorim, Flavio José Gomes Cabral, Tiago da Silva Cesar e Diogo Arruda Carneiro da Cunha, consta com os capítulos “O imaginário social como motor da História em Ricœur e Castoriadis” (do historiador francês François Dosse) e “Engenheiros, agrônomos e as políticas das secas no Sertão nordestino, 1919-1959” (da historiadora norte-americana Eve Elizabeth Buckley).

Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos

O livro “Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos”, publicado pela editora Appris, organizado pelos professores Pedro Oliver Olmo (Universidad de Castilla-La Mancha), Tiago da Silva Cesar (UNICAP) e Marcos Luiz Bretas (UFRJ), consta com os capítulos “A história social das instituições punitivas como tendência historiográfica” (do historiador espanhol Polícia, Justiça e Prisões: Estudos Históricos) e “A influência dos modelos jurídicos franceses e ingleses no júri popular brasileiro (1789-1824)” (do historiador belga Emmanuel Berger).


4ª turma – 2020

  • Adísio Genú de Freitas Júnior
  • Aguinaldo de Melo Elias
  • Deane Soares Figueirêdo
  • Euclebson Cruz de Barros
  • George Wagner Andrade
  • Itala Silvana de Oliveira Paes Barreto
  • Ivan da Silva Oliveira
  • Ivonete Barreto da Silva
  • Jacyara Mariz de Moraes
  • Janderson Teles Alves
  • Joselma Maria Santana Correia de Souza
  • Juliane Maria Nery de Souza Duque
  • Júlio César Lima Fernandes
  • Lécio Cordeiro de Souza
  • Marcia Arlinda da Silva
  • Maria Cristina Lins de Oliveira Mello
  • Maria Eduarda Rodrigues Antunes
  • Pedro Jorge Coutinho Guerra
  • Rubem de Mesquita Valadares
  • Saulo Vilar de Campos Silva
  • Sérgio Villarim Alves da Silva
  • Simone de Siqueira Campos Rebouças
  • Vicente Paulino de Lima Neto
  • William Gama da Silva

Perfil do Egresso

O Mestrado Profissional em História objetiva contribuir para que os futuros mestres dominem a operação historiográfica, no sentido de produzir conhecimento em História que possam ser apresentados a partir de outros tipos de formatos que não apenas o historiográfico, e que estejam habilitados para atividades profissionais que demandem a pesquisa e o ensino em História.

Acompanhamento de Egressos

Desde 2020, o PPGH-UNICAP possui uma comissão permanente de acompanhamento de egressos, responsável por sistematizar as informações coletadas. Portanto, cabe a esta comissão realizar a coleta de novas informações e a atualização das já existentes – por meio de consulta a Plataforma Lattes, e-mails e redes sociais – das atividades e empregabilidade dos egressos.

Ressaltamos que, a primeira turma do Programa é de 2017, motivo pelo qual as primeiras defesas se deram em 2019. Contudo, mesmo diante desse curto período, para aquilatar o efetivo papel dos egressos, destacamos que: três já ingressaram em cursos de doutorados, sendo um em História na Universidade do Porto (Portugal) e dois em Ciências da Religião na Universidade Católica de Pernambuco. Ressaltamos ainda, que outros estão atuando em escolas, arquivos, museus e secretarias de educação.

Comissão de Egressos

  • Lídia Rafaela Nascimento dos Santos
  • Maria do Rosário da Silva
  • Paulo Henrique Fontes Cadena
  • Tiago da Silva Cesar
  • Walter Valdevino do Amaral

Diogo Arruda Carneiro da Cunha | Lattes | E-mail

Secretaria

  • Cleyton Romulo Lopes da Silva
  • Danielle Mendes de Oliveira França
  • Eliene Fabrício de Moraes Sarmento
  • Isabela Cristina do Monte Nunes
  • Karla Cristina Nóbrega de Menezes
  • Sérgio de Araújo Wanderley

Editor Portal de Periódicos

  • MSc. Mariano Vicente da Silva Filho

Assecom

  • Paula Lousada
  • MSc. Francisco Secchin, SJ

DTI

  • Edmilson Carvalho

Alunos Especiais e Alunos Ouvintes
 

Admissão extrasseleção, para aluno especial ou aluno ouvinte e aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

A Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, no uso de suas atribuições, e de acordo com o Regimento da Pós-graduação Stricto Sensu, no que concerne à Regulamentação de matrícula de alunos da Pós-graduação, estabelece:

Aluno vinculado a outro Programa de Pós-graduação

Aluno Vinculado é aquele efetivamente matriculado em Curso de Mestrado/Doutorado em Instituição de Ensino Superior, aprovado pela CAPES, que deseje cursar disciplina em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o nº de Alunos Vinculados por disciplina é decisão da Coordenação da Pós-graduação Stricto Sensu, ouvido o Coordenador do Programa em questão,
  • o aluno deverá apresentar no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF, Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação;
  • o aluno deverá pagar por cada disciplina, a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Aluno especial e Aluno ouvinte

Aluno Especial ou Aluno Ouvinte é aquele aluno que não está vinculado a nenhum Programa de Mestrado/Doutorado e deseja cursar disciplinas em um Programa de Mestrado/Doutorado da UNICAP, observando:

  • o n° de Alunos Especiais é decisão da Coordenação Geral de Pós-graduação, ouvido o Coordenador do Programa em questão;
  • o aluno deverá apresentar, no ato da inscrição, cópia autenticada da RG, CPF. Certificado de Conclusão da Graduação ou Diploma, do Histórico da Graduação e Currículo comprovado, sem necessidade de autenticação;
  • o aluno deverá preencher o requerimento padrão oferecido na secretaria da Pós-graduação:
  • o aluno deverá pagar, por cada disciplina a ser cursada, a taxa no valor definido pela Pró-reitoria.

Obs.:  O  Aluno Especial  poderá aproveitar, nos Programas de Pós-graduação da UNICAP, os créditos cursados na disciplina, desde que até o prazo de 5 anos, levando em conta a quantidade de créditos que o Programa aceita dentro desta modalidade (geralmente são 8 créditos). O Aluno Ouvinte não poderá aproveitar a disciplina cursada para compor créditos nos Programas de Pós-graduação.

 

Inscrições:

Devido o momento da Pandemia da COVID-19, todo o processo de inscrição estará sendo através do envio da documentação solicitada e do requerimento para o e-mail: secretariastrictosensu@unicap.br, no período de 18/01/2021 a 19/02/2021.

 

Requerimentos:

- Aluno Especial (Clicar aqui)

- Aluno Ouvinte (Clicar aqui)

 

Valor por disciplina:

- Valor por disciplina (Clicar aqui


Fale Conosco

Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 17h

Local
Rua Almeida Cunha, 245. bloco G4, térreo
Boa Vista, Recife/PE.
CEP: 50.050-480

Fone (também Whatsapp)

(81) 99146-6993

E-mails
secretariastrictosensu@unicap.br e ppgh@unicap.br

 


Processo Seletivo 2021

  1. Edital Admissão Mestrado em História (Atualizado em 22/01/2021)
  2. Clique aqui para fazer sua pré-inscrição
  3. Ficha de Inscrição – Mestrado
  4. Requerimento

Obs.:  A Secretaria da Stricto Sensu informa que os documentos solicitados, nos Editais de Seleção 2021, com o reconhecimento de firma/autenticação, serão necessários, apenas, no ato da entrega presencial, na Secretaria, devido a Era Pandêmica. Para o momento atual, os documentos apenas precisam ser digitalizados e encaminhados para o e-mail indicado nos Editais.

Poderão candidatar-se ao Curso de Mestrado Profissional em História portadores de diplomas de graduação, desde que reconhecidos pelos órgãos federais competentes, uma vez na área de história a interdisciplinaridade é considerada inerente as diversas áreas de concentração e linhas de pesquisa. É exigida a apresentação de um projeto de pesquisa pertinente às linhas de pesquisa oferecidas pelo Programa.

Os candidatos à seleção deverão apresentar os documentos citados a seguir.

Cópias legíveis, acompanhadas de originais para conferência

  1. RG e CPF;
  2. certidão de nascimento/casamento ou certidão com averbação de divórcio;
  3. título de eleitor com comprovante da última eleição;
  4. certificado de quitação com o serviço militar;
  5. diploma, devidamente registrado em órgão competente, ou certificado de conclusão da graduação;
  6. histórico escolar da graduação.

Originais

  1. Uma foto 3X4 colorida e recente;
  2. duas cartas de recomendação;
  3. requerimento justificando o interesse pelo curso e pela linha de pesquisa;
  4. projeto de pesquisa (proposta preliminar);
  5. curriculum vitae cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq (www.cnpq.br), devendo o candidato entregar cópia da documentação comprobatória;
  6. cópia do comprovante da inscrição;
  7. comprovante do pagamento da taxa de inscrição.

Processo Seletivo

A seleção dos candidatos para o Curso de Mestrado Profissional em História será realizada por uma Comissão de Seleção designada pelo Colegiado e homologada pela Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação através de portaria, e constará de:

  1. prova escrita com base na bibliografia indicada no Edital (eliminatória);
  2. análise do Projeto de Pesquisa;
  3. avaliação do Currículo Lattes;
  4. entrevista com os candidatos que obtiverem nota 7,0 (sete) na prova escrita;
  5. exame de proficiência de língua estrangeira (inglês, francês, italiano ou espanhol) através de teste de compreensão de textos escritos.

Ao aluno que não tiver obtido nota igual ou superior a 7,0 (sete), no exame de proficiência em língua estrangeira, na seleção, será dada uma nova oportunidade até 12 (doze) meses após o período de seleção, ou o cumprimento de disciplina em Língua Estrangeira Instrumental na UNICAP, por um semestre, sendo aprovado com o mínimo de 7,0 (sete); caso seja reprovado, o aluno não terá direito a prosseguir no Curso.

Formulário de Inscrição

Os resultados serão divulgados seguindo as datas estipuladas no cronograma do Edital de Seleção.

MESTRADO

  1. Homologação das Inscrições
  2. Resultado da Análise de Projeto
  3. Resultado da Prova de Conhecimento
  4. Resultado da Prova de Língua Estrangeira
  5. Horários das Entrevistas
  6. Resultado Final da Seleção 2021