Publicado Por: Alessandro Douglas

O laboratório Sinovac Biotech apresentou, na última segunda-feira (22), os resultados dos testes iniciais da Coronavac em crianças e adolescentes. Os estudos, que ainda estão em análise, apontam a segurança e eficácia da vacina em jovens.

Os testes foram realizados com mais de 500 crianças e adolescentes, entre 3 e 17 anos, que receberam duas doses da vacina ou um placebo. Segundo o pesquisador Zeng Gang, a vacina em testes clínicos desencadeou mais anticorpos nos jovens do que em adultos e idosos, com as doses menores sendo mais efetivas em crianças de até 11 anos, e as doses médias agindo melhor com os jovens entre 12 e 17 anos. A maioria dos efeitos colaterais foram leves, segundo Gang, e apenas duas crianças — que receberam a dose menor — apresentaram febre alta.

Após os resultados, os laboratórios Pfizer e BioNtech também anunciaram o início dos testes de vacinação em crianças e adolescentes.

No Brasil, a vacina Coronavac é produzida e aplicada em parceria com o Instituto Butantan, e já entregou 27,8 milhões de doses para o Programa Nacional de Vacinação (PNI).

COVID-19 EM CRIANÇAS

Em 2021, o Brasil registrou um aumento considerável no número de leitos de UTI pediátricos ocupados por crianças com sintomas de Covid-19. Na semana passada, o estado de Pernambuco atingiu 84% de ocupação das UTIs para crianças e adolescentes, e mais 20 leitos foram abertos no IMIP.

Apesar do aumento da ocupação de leitos, o número de óbitos de crianças pela Covid-19 ou por síndromes decorrentes da doença se mantém em queda em relação ao ano passado.

Gostei.
Compartilhar